Saída do trabalho de profissionais na melhor idade na pandemia

Cerca de 1,3 milhão de pessoas com mais de 60 anos saíram de seus empregos

Madalena Feliciano

A crise sanitária provocada pelo COVID-19 que paralisou o mundo na metade de março de 2020 foi a que mais afetou os profissionais acima dos 60 anos. De acordo com dados divulgados pelo Ministério da Saúde, a faixa etária entre 60 e 79 anos é a que representa o maior número de vítimas do coronavírus. Apesar disso, a pandemia não provocou problemas somente à saúde da melhor idade, mas também, à participação deles no trabalho.

Nesse período, segundo dados baseados no IBGE, 1,3 milhão de idosos deixaram de trabalhar, em comparação com o primeiro trimestre e os mesmos meses do ano anterior. De acordo com Madalena Feliciano, gestora de carreira e especialista em RH, “a aceleração da saída de idosos se justifica por vários motivos, dentre eles, a discriminação etária”. Em outras palavras, alguns contratantes tendem a ficar apreensivos ao contratar pessoas mais velhas, tanto por discriminação quanto pelo custo de minimizar os riscos de problemas.

A discriminação contra idosos no trabalho não é novidade. “Por acreditarem que eles são mais frágeis a doenças, nesse momento de pandemia a situação fica pior”. alerta a especialista. Outro fator de discriminação se dá pelo aumento do uso da tecnologia para trabalhar. Assim muitos acreditam que a população mais velha não possui conhecimento suficiente para adentrar à modalidade exigida atualmente.

Apesar disso, Madalena afirma que a capacidade de profissionais com idade mais avançada é tão boa quanto a de uma pessoa mais nova. “A experiência adquirida nos anos de trabalho é uma qualidade muito forte desses concorrentes”, explica. A especialista ainda alerta que, além da experiência, a idade não é antônimo de competência e resultado. Muito pelo contrário, existem muitas vantagens ao contratar pessoas mais velhas.

Experiência profissional e experiência de vida
Pessoas que se encontram na terceira idade são, na maior parte das vezes, pessoas muito sábias. Por isso, além da experiência profissional, os mais velhos também têm inteligência emocional, o que pode contribuir fortemente com os mais jovens.

Disponibilidade de horário
Por já não terem mais os mesmos compromissos que tinham aos 30 anos, pessoas com mais de 60 anos estão, em sua maioria, com mais tempo livre para se dedicar ao trabalho, o que nem sempre é uma realidade dos mais novos.

Comprometimento e responsabilidade
Um fator muito importante para acrescentar sobre os idosos é quanto à sua responsabilidade. “Ao contratar um profissional da terceira idade na sua empresa, você terá um funcionário dedicado e comprometido com os resultados da corporação”, alerta a especialista.

Independente da idade, todos têm algo a oferecer, basta encontrar a forma certa de se mostrar para o mercado. Uma das atitudes que podem ajudar o candidato da terceira idade a se sobressair no âmbito profissional é com a ajuda de uma empresa de recolocação no mercado. Elas oferecem acompanhamento e dicas muito úteis para a sua inserção nesse ambiente.

Serviço: Madalena Feliciano
Gestora de Carreiras e Hipnoterapeuta
(11) 2737-1685 e 9 47706543
https://madalenafeliciano.com.br/
https://www.instagram.com/madalenafeliciano/
https://www.facebook.com/madalena.feliciano1
https://www.linkedin.com/in/madalenafeliciano/
madalena@ipcoaching.com.br
www.ipcoaching.com.br
www.outlierscareers.com.br
Rua Engenheiro Ranulfo Pinheiro Lima, nº 118, Ipiranga/SP.