Capitólio (MG): Marinha vai instaurar inquérito para investigar causas do deslizamento

Foto: reprodução redes sociais

A Marinha do Brasil informou que um inquérito será aberto para investigar as causas do deslizamento de pedras no Lago de Furnas, em Capitólio (MG), que atingiu três embarcações com turistas na manhã deste sábado (8) e, até este momento, duas mortes foram confirmadas e três pessoas estão em estado grave.

Por meio de uma nota, a Marinha afirmou que equipes de buscas e salvamento foram encaminhadas “imediatamente” ao local.

O acidente aconteceu no condomínio Escarpas do Lado. A localidade fica próxima ao município de São Roque, em Minas Gerais.

“A DelFurnas deslocou, imediatamente, equipes de Busca e Salvamento (SAR) para o local, integrantes da Operação Verão ora em andamento, a fim de prestar o apoio necessário às tripulações envolvidas no acidente, no transporte de feridos para a Santa Casa de Capitólio, e no auxílio aos outros órgãos atuando no local. Um inquérito será instaurado para apurar causas, circunstâncias do acidente/fato ocorrido”, diz a nota da Marinha.

Segundo o Corpo de Bombeiros, o acidente teria relação com uma tromba d’água e que três lanchas teriam sido atingidas.

O Corpo do Bombeiros de MG confirmou duas mortes e três feridos em estado grave. Além disso, entre 15 e 23 pessoas “foram afetadas”.

Entre 70 e 100 pessoas estavam no local no momento em que a pedra desabou.

Outro vídeo que circula pelas redes mostra o momento em que algumas crianças são resgatadas.

Revista Fórum

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.