Alexa faz 1 ano no Brasil: veja cinco fatos sobre a assistente de voz

A Alexa, assistente de voz da Amazon, completa nesta sexta-feira (6) seu primeiro aniversário no Brasil. A Inteligência Artificial trouxe consigo algumas possibilidades ainda pouco comuns no país, indo desde checar o tempo ou as horas sem usar as mãos até regular a iluminação de casa. Por aqui, também vale destacar o Prêmio Alexa de Acessibilidade, que incentiva a criação de skills para facilitar o dia a dia de pessoas com deficiência e tem inscrições abertas até 17 de dezembro.

A Amazon também aproveitou o aniversário para anunciar a chegada às lojas das novas caixas de som inteligentes Echo e Echo Dot de 4ª geração, que já estão a venda no site oficial da marca. Echo Dot com relógio e Echo Show 10 também ficam disponíveis em breve. Confira a seguir cinco fatos curiosos e interessantes sobre a Alexa no Brasil neste primeiro ano de atividade.

Alexa 'ganha' olhos em Echo Dot para lembrar usuário de que está ouvindo

1 de 6 Assistente de voz da Amazon completa 1 ano no Brasil; veja fatos e curiosidades sobre a Alexa — Foto: Yuri Hildebrand/TechTudo

Assistente de voz da Amazon completa 1 ano no Brasil; veja fatos e curiosidades sobre a Alexa — Foto: Yuri Hildebrand/TechTudo

Quer comprar celular, TV e outros produtos com desconto? Conheça o Compare TechTudo

Uma das características mais interessantes da Alexa são as inúmeras possibilidades de interação oferecidas pela Amazon. Principalmente com as caixas de som Echo, o sistema consegue reconhecer a voz de cada usuário, programar rotinas de acordo com suas escolhas e também oferece diversas respostas pré-programadas.

Um exemplo é a possibilidade de pedir à Alexa para informar a previsão do tempo e ler as principais notícias do dia com um simples "Bom dia", ou até mesmo começar a jornada reproduzindo a playlist que você mais gosta, o que varia de acordo com quem está usando.

2 de 6 Além do alarme, usuário pode ouvir sua música preferida ou as notícias do dia, algo bastante personalizável — Foto: Yuri Hildebrand/TechTudo

Além do alarme, usuário pode ouvir sua música preferida ou as notícias do dia, algo bastante personalizável — Foto: Yuri Hildebrand/TechTudo

Além disso, o dispositivo oferece suporte para uma grande variedade de dispositivos de casa conectada, como fechaduras, lâmpadas e tomadas inteligentes, além de fones de ouvido, TVs e eletrodomésticos com funcionalidades smart. Caso o aparelho seja compatível, os usuários conseguem controlar tudo por meio de comandos de voz, além de incluir outras atividades às rotinas do dia a dia.

Ter uma Alexa em casa também pode ser bastante atrativo para as crianças. A grande razão disso é que a inteligência artificial da Amazon possui uma série de skills que podem ser adicionadas por meio do aplicativo de mesmo nome, sendo muitas delas próprias para crianças. Com isso, é possível fazer com que a Alexa imite animais, leia histórias infantis por meio do Kindle e até mesmo execute alguns "voice games", que têm interação totalmente por voz.

Além de entretenimento, a caixinha pode ajudar os pais na hora de estudar com os filhos ao fazer contas, tirar dúvidas ou até mesmo com lembretes antes de cursos, consultas médicas, entre outros exemplos. Para quem possui uma Echo Show, por exemplo, também que é possível mostrar desenhos e filmes infantis na tela menor por meio do Prime Vídeo.

3 de 6 A versão de 8 polegadas da Amazon Echo Show pode ser uma boa para assistir a filmes e séries — Foto: Yuri Hildebrand/TechTudo

A versão de 8 polegadas da Amazon Echo Show pode ser uma boa para assistir a filmes e séries — Foto: Yuri Hildebrand/TechTudo

A presença da Alexa em casa vai muito além das caixinhas inteligentes Echo. A Inteligência Artificial da Amazon já está presente em diversos aparelhos eletrônicos com suporte a comandos de voz. Diversas smart TVs mais recentes, por exemplo, já chegam com a assistente, caso de modelos de entrada, como a TU8000, da Samsung, ou até de opções top de linha, como a OLED CX, da LG.

Dessa forma, os televisores funcionam da mesma forma que os speakers, permitindo comandos de voz para controlar rotinas, a reprodução de músicas e vídeos, além de acessar os dispositivos IoT da casa.

4 de 6 É possível utilizar a Alexa também no seu smartphone, assim como em TVs mais recentes, entre outros eletrônicos — Foto: Helito Beggiora/TechTudo

É possível utilizar a Alexa também no seu smartphone, assim como em TVs mais recentes, entre outros eletrônicos — Foto: Helito Beggiora/TechTudo

Além disso, a própria Amazon lançou recentemente o Fire TV Stick Lite, primeiro dongle da linha com Alexa integrada, que pode ser acessada pelo controle remoto. Essa variedade é interessante para popularizar a IA, algo que também já acontece com o Google Assistente, seu principal rival, presente em soundbars, TVs e caixas de som da linha Link, da JBL.

Por conta do lançamento de "Me Gusta", novo single da cantora em parceria com Cardi B e Mike Towers, a Anitta ocupou o lugar da Alexa por um dia. Durante a campanha, a mensagem da cantora apareceu ao falar "Alexa, bom dia", que costuma estar relacionada a rotinas com mensagens da própria IA sobre o clima, possíveis compromissos salvos na agenda, entre outros exemplos.

Com o comando, os usuários puderam ouvir a mensagem a partir de qualquer dispositivo que venha com Alexa integrada, sobretudo nas caixas de som inteligentes Amazon Echo. Na mensagem, a cantora falou sobre seu novo single e explicou aos usuários como pedir para a Alexa tocar a música (bastava pedir para a "nova música da Anitta" à assistente).

a @Anitta tá na minha alexa #MeGusta pic.twitter.com/Ndnd3LnkPU

September 18, 2020

Essa não foi a única campanha que envolveu a Alexa com artistas. Antes de Anitta, a assistente virtual da Amazon já realizou a divulgação da música "Rain On Me", de Lady Gaga e Ariana Grande. Além dessa, o ator Samuel L. Jackson também já cedeu sua voz em alguns recursos oferecidos pela Amazon.

Além de todo entretenimento que a Alexa pode oferecer aos usuários, ter um dispositivo com a assistente em casa também é sinônimo de acessibilidade. Isso porque, por meio de comandos de voz, usuários não precisam se levantar para acender ou apagar as luzes, controlar a temperatura do ar-condicionado ou desligar aparelhos eletrônicos, facilitando a vida de quem tem a mobilidade reduzida.

Por conta dessa proposta de uso, a Amazon no Brasil criou o Prêmio Alexa de Acessibilidade, que incentiva o desenvolvimento de skills focadas em pessoas com deficiência. O concurso, que teve início em agosto deste ano, tem inscrições abertas até 17 de dezembro. Segundo a empresa, o processo de criação das skills é bastante simples e não requer muita experiência.

5 de 6 Com uma caixinha da linha Echo, é possível acender e apagar as luzes mesmo sem ter o interruptor por perto — Foto: Yuri Hildebrand/TechTudo

Com uma caixinha da linha Echo, é possível acender e apagar as luzes mesmo sem ter o interruptor por perto — Foto: Yuri Hildebrand/TechTudo

Os ganhadores vão levar para casa caixinhas da linha Echo e, nos dois primeiros lugares, prêmios de até R$ 10 mil em dinheiro. Além disso, será possível escolher uma ONG dentre uma lista pré-selecionada. O resultado da premiação será divulgado em janeiro de 2021, mas algumas das skills inscritas já estão disponíveis.

Um dos exemplos citados pela marca é a integração da Alexa com o Moovit, app de transporte público, que pode avisar ao usuário se o ônibus desejado está por perto. Além disso, a Alexa também ganha uma skill dedicada a trazer dados sobre obras de arte em busca de levar a experiência para usuários com deficiência visual, por exemplo.

Veja mais detalhes sobre a chegada da Alexa ao Brasil, há um ano:

Amazon Alexa no Brasil: assistente de voz já funciona totalmente em português

Amazon Alexa no Brasil: assistente de voz já funciona totalmente em português

Nos dias atuais, a Amazon já trouxe ao mercado brasileiro uma série de dispositivos que possuem a Alexa como assistente virtual. Os primeiros que chegaram oficialmente ao Brasil foram as caixinhas Echo da 3ª geração: Echo, Echo Dot (com ou sem relógio), Echo Show 5 e Echo Show 8.

A caixinha mais simples à venda no site oficial da Amazon é a Echo Dot, disponível por R$ 349 na versão sem relógio e R$ 449 na versão com relógio. O modelo é bem compacto e possui quatro microfones na parte superior que garantem a boa captação de áudio. Na sequência, em razão dos seus alto-falantes serem mais potentes, aparece a Echo, vendida a R$ 699.

6 de 6 Nova Amazon Echo Dot possui design diferente da geração anterior — Foto: Divulgaçao/Amazon

Nova Amazon Echo Dot possui design diferente da geração anterior — Foto: Divulgaçao/Amazon

Já a Echo Show, modelo que possui uma tela integrada, está à venda por R$ 599 e R$ 899 nas versões com display de 5,5" e 8" respectivamente. Para usuários mais exigentes em relação à potência sonora, a Echo Studio garante ser ideal. O dispositivo é vendido por R$ 1.699.

Mais recentemente, a Amazon anunciou uma nova geração de dispositivos Echo, trazendo algumas melhorias principalmente no processamento de dados da Alexa, que agora promete ser mais rápida. A Echo Dot já está à venda no Brasil por R$ 399, enquanto a nova Echo por R$ 749, já a Echo Dot com relógio custará R$ 499, mas só começa a ser vendida a partir do dia 18 de novembro.

Saiba mais sobre Amazon Echo e Alexa Amazon Echo: sete dicas para usar a caixa inteligente Article Photo Amazon Echo: como fazer a Alexa reconhecer sua voz Article Photo

A nova Echo Show, por sua vez, com tela móvel de 10 polegadas, ainda não tem data de lançamento definida, mas seu preço foi confirmado em R$ 1.899. Há ainda o Fire TV Stick Lite, primeiro da linha de dongles com Alexa integrada. O aparelho pode ser encontrado por R$ 349.

Como funciona o site da Amazon no Brasil? Tire suas dúvidas no Fórum do TechTudo

Fonte: www.techtudo.com.br/listas/2020/11/alexa-faz-1-ano-no-brasil-veja-cinco-fatos-sobre-a-assistente-de-voz.ghtml