Black Friday 2021: lista do Procon-SP revela lojas online para evitar

O Procon-SP mantém uma lista com lojas que não são consideradas confiáveis para comprar pela Internet. Batizada de “Evite Esses Sites”, a página do órgão expõe mais de 90 estabelecimentos suspeitos de várias cidades do país, e pode ser útil na hora de fazer compras na , que . A relação inclui lojas de diferentes segmentos — desde roupas, cosméticos e calçados até móveis e eletrônicos — que receberam reclamações de usuários diretamente no órgão, foram notificadas, não responderam ou não foram encontradas.

A lista está disponível em uma página especial dentro do site do Procon (sistemas.procon.sp.gov.br/evitesite/list/evitesites.php), e exibe o endereço URL que deve ser evitado, a razão social da loja, o número do CNPJ e a data de inclusão na plataforma. Além disso, também é possível saber se o e-commerce ainda está disponível para visitas ou se já foi tirado do ar.

Opine no Fórum do TechTudo

A última atualização da lista foi feita em maio deste ano. No entanto, vale destacar que algumas das lojas que foram cadastradas na ferramenta em 2016 permanecem ativas até hoje. O Procon recomenda que, caso o consumidor tenha dúvidas sobre a idoneidade de uma empresa, procure informações sobre o estabelecimento no Procon da sua cidade ou por meio dos canais de atendimento do órgão.

Além do site do Procon-SP, outros sites também podem ser consultados antes da realização de uma compra online na Black Friday 2021, como o e o . Essas plataformas reúnem reclamações de consumidores de todo o país, revelando se as lojas cumprem o prometido ou não.

para saber se o estabelecimento está regular ou se há restrições.

“Empresas criadas há poucos dias antes da data promocional ou que tenham como endereço físico um local em que não há nenhuma atividade podem ser indícios de problemas”, alerta Fernando Capez, diretor executivo do Procon-SP.

Na Black Friday 2020, o Procon-SP recebeu mais de dois mil atendimentos relacionados à campanha, sendo 1.912 reclamações de consumidores com problemas em compras e 542 consultas e orientações. As principais queixas estavam relacionadas a atraso ou falta de entrega de produtos, cancelamento de pedidos, descontos fraudulentos e mudança de preço na hora da finalização da compra.

Com informações de

Fonte: www.techtudo.com.br/noticias/2021/11/black-friday-2021-lista-do-procon-sp-revela-lojas-online-para-evitar.ghtml