Call of Duty: Warzone: cinco casos de jogadores banidos que marcaram o game

Call of Duty: Warzone é um jogo no estilo Battle Royale desenvolvido pela Raven Software e publicado pela Activision. O título é bastante famoso entre os fãs do gênero, mas também chama a atenção devido ao alto número de banimento, que contam como principais razões a toxidade e o uso de programas ilegais, também conhecidos como hacks. Alguns casos de bans chamam atenção da comunidade de Call of Duty por conta da forma que ocorreram ou devido à fama que o jogador possuía. Veja, a seguir, alguns dos casos de banimentos que marcaram Call of Duty: Warzone.

LEIA TAMBÉM: Call of Duty: Vanguard ganha data de lançamento; veja detalhes da gameplay

1 de 5 Confira casos famosos de banimento em Call of Duty Warzone — Foto: Divulgação/Infinity Ward

Confira casos famosos de banimento em Call of Duty Warzone — Foto: Divulgação/Infinity Ward

Call of Duty Warzone possui Crossplay entre PS4 e Xbox One? Comente no Fórum do TechTudo

1. Casal banido em torneio

No dia 12 de março de 2021, um casal de namorados ficou famoso após ser banido durante um torneio de Call of Duty: Warzone. A dupla "IcyVixen" e "BeardedBanger" tentou utilizar cheats para se sair bem na competição, mas ambos não contavam que uma atriz frustraria seus planos. Alex Zedra, que representa a personagem Mara no jogo, estava hospedando o canal de IcyVixen na Twitch TV. A jogadora estava transmitindo a participação dela e de seu namorado no campeonato, mas a atriz não sabia, a princípio, que os espectadores suspeitavam de que a dupla estava utilizando programas ilegais enquanto competiam.

Quando tomou conhecimento da situação, Alex Zedra utilizou seu Twitter para informar sobre o que estava acontecendo. Logo, a dupla foi banida do Warzone por conta da utilização de "aimbot", um cheat que torna a mira automática. Mais do que isso, os canais na Twitch de IcyVixen e de BeardedBanger também foram suspensos, já que a plataforma afirma que é expressamente proibido que os streamers usem programas ilegais em jogos online durante as transmissões.

2 de 5 Atriz da operadora Mara denunciou casal de cheaters, que foram banidos do Warzone e da Twitch — Foto: Divulgação/Activision

Atriz da operadora Mara denunciou casal de cheaters, que foram banidos do Warzone e da Twitch — Foto: Divulgação/Activision

2. Flagrado ao vivo

Os produtores de conteúdo Jack "CouRage" Dunlop, Nicholas "NICKMERCS" Kolcheff, Tim "TimTheTatman" Betar e Dennis "Cloakzy" Lepore jogavam juntos o Call of Duty: Warzone no dia 13 de maio de 2021 enquanto faziam suas transmissões. Em uma das partidas, os quatro streamers foram eliminados por um adversário muito suspeito e tomaram a decisão de assistir o jogador, que tinha o apelido de "MiniNinja". Não demorou muito para eles chegarem à conclusão de que o player era um hacker que utilizava "aimbot" para fazer sua arma apontar automaticamente para o alvo.

Enquanto os streamers seguiam com suas transmissões, eles pressionaram a Raven Software e a Activision no Twitter para banirem o jogador ao vivo. O pedido foi atendido, MiniNinja foi banido durante a partida, e os quatro streamers e seus espectadores comemoraram.

3 de 5 TimTheTatman comemorou o banimento de MiniNinja ao vivo — Foto: Reprodução/TimTheTatman

TimTheTatman comemorou o banimento de MiniNinja ao vivo — Foto: Reprodução/TimTheTatman

3. Campeão suspeito

A Twitch organizou, em janeiro de 2021, um torneio de Warzone chamado Twitch Rivals Doritos Bowl. O campeão foi um jogador chamado "Aamerica", que faturou a premiação de US$ 10 mil (cerca de R$ 52 mil) e ainda levou um bônus de US$ 1 mil (cerca de R$ 5,2 mil) por ter sido eleito o melhor jogador. Vale destacar que a competição causou polêmica devido ao alto número de jogadores suspeitos de utilizarem programas ilegais. No entanto, o jogador Aamerica não estava entre os principais suspeitos e foi considerado um campeão legítimo por um bom tempo.

A situação de Aamerica mudou no dia 27 de maio, quando ele foi banido permanentemente da Twitch. A suspeita era que ele utilizava cheats no Warzone e, como a plataforma não aceita esse tipo de atitude, seu canal foi suspenso. Aamerica negou as acusações, mas muitos usuários do Twitter passaram a compartilhar clipes que mostravam jogadas suspeitas do player. A principal teoria era que ele utilizava o Wallhack", um programa que possibilita olhar através das paredes. Apesar de tudo, não houve uma confirmação oficial sobre a razão do banimento de Aamerica.

4 de 5 Campeão do Twitch Rivals foi banido da plataforma meses depois do título — Foto: Divulgação/Twitch

Campeão do Twitch Rivals foi banido da plataforma meses depois do título — Foto: Divulgação/Twitch

4. Suspensão equivocada

No dia 15 de julho, acontecia o Code Red Freedom Warzone, um torneio de trios localizado nos Estados Unidos e que contava com uma premiação total de US$ 20 mil (cerca de R$ 100 mil). Com tantos relatos de banimentos em torneios, não seria nenhuma surpresa ver outro caso ocorrendo neste evento. Dessa vez, a vítima foi o jogador profissional "Stukawaki", que foi banido permanentemente do jogo no meio da competição. No entanto, o banimento em questão foi considerado um erro, pois ele não usava programas ilegais.

Algumas pessoas saíram em sua defesa, mas muitos utilizaram das redes sociais para difamá-lo. Buscando resolver a situação, Stukawaki conseguiu conversar com uma representante da Activision e afirmou para ela que o banimento poderia ter relação com o fato de sua conta ter sido hackeada em outro momento. Naquele momento, o invasor teria utilizado cheats no processo. A representante conseguiu confirmar a história e Stukawaki recebeu sua conta de volta após o susto. Por sinal, o jogador ainda foi ao Twitter xingar as pessoas fizeram acusações.

5 de 5 Stukawaki foi banido durante torneio de Call of Duty: Warzone — Foto: Reprodução/Stukawaki Twitch

Stukawaki foi banido durante torneio de Call of Duty: Warzone — Foto: Reprodução/Stukawaki Twitch

5. Sem desculpas

O Twitch Rivals contou com outro caso de banimento da plataforma e do Warzone por conta do uso de programas ilegais, mas, dessa vez, a suspensão ocorreu durante a competição. O evento em questão era o Twitch Rivals Europe Warzone Showdown, que aconteceu no dia 20 de julho. Enquanto o torneio estava em andamento, o competidor "Fifakill" foi abatido pelo participante “DavskaR” e utilizou seu Twitter para acusá-lo de usar programas ilegais. Por sinal, ele lembrou que o cheater realizava uma transmissão no momento e que ele também era parceiro da Twitch.

Inicialmente, a Twitch desconsiderou as acusações de Fifakill e deixou DavskaR prosseguir com sua participação no torneio. No entanto, diversos clipes com jogadas suspeitas de DavskaR começaram a aparecer no Twitter. Os vídeos foram assistidos por jogadores profissionais de Warzone, como Edy "Newbz" Juan, que afirmaram que o uso de aimbot por parte do competidor era muito óbvio. Após verificar a situação, a Twitch removeu DavskaR do torneio e baniu permanentemente seu canal. A expectativa é de que ele também tenha sido banido de Warzone, mas não há uma confirmação oficial.

Com informações de Gamesradar e dbltap

Douglas Souza e Pâmela Rosa: veja atletas olímpicos que também são gamers Call of Duty Warzone stats: como ver horas jogadas, abates, mortes e mais Call of Duty bane 350 mil jogadores por comportamentos racistas e tóxicos

Fonte: www.techtudo.com.br/listas/2021/08/call-of-duty-warzone-cinco-casos-de-jogadores-banidos-que-marcaram-o-game-esports.ghtml