Decepção: veja os piores jogos de 2020, segundo notas no Metacritic

Em 2020, a indústria dos jogos não recebeu apenas lançamentos aclamados pela crítica, como The Last of Us 2 e Final Fantasy 7 Remake. Neste último ano que passou, games como The Elder Scrolls: Blades e Street Power Football foram alvo de críticas por apresentarem aspectos como gráficos, jogabilidade, enredo e até mesmo trilha sonora “ruins”. O TechTudo preparou uma lista com os lançamentos de 2020 que você deve passar longe, levando como critério as notas no Metacritic, site agregador de avaliações. Confira, a seguir, os piores jogos do ano.

Veja os jogos com nomes mais bizarros lançados em 2020

Vale lembrar que, no site Metacritic, as notas vão de 1 a 100 e são concebidas a partir de um compilado das críticas especializadas. Além disso, é importante dizer que, nesta lista, o TechTudo optou por uma contagem decrescente – ou seja, da maior para a menor nota.

1 de 11 The Elder Scrolls: Blade é um dos piores jogos de 2020 — Foto: Divulgação/Bethesda

The Elder Scrolls: Blade é um dos piores jogos de 2020 — Foto: Divulgação/Bethesda

Quer comprar jogos, consoles e outros produtos com desconto? Conheça o Compare TechTudo

The Elder Scrolls: Blades é um game gratuito lançado em maio de 2020 para celulares Android e iPhone (iOS) e Nintendo Switch. Produzido e desenvolvido pela Bethesda, a ideia do novo RPG de ação era transportar a experiência da renomada série The Elder Scrolls, até então disponível somente para PC, macOS e consoles da Sony e da Microsoft, aos smartphones e à plataforma híbrida da Nintendo. O resultado, porém, ficou bastante abaixo das expectativas.

2 de 11 The Elder Scrolls: Blade para o Switch possui gráficos e jogabilidade ruins — Foto: Divulgação/Bethesda

The Elder Scrolls: Blade para o Switch possui gráficos e jogabilidade ruins — Foto: Divulgação/Bethesda

A nota média da versão do título para Switch é de 42 no Metacritic. Mesmo sendo free-to-play, a produção desagradou os críticos por conta de sua repetição de gameplay, mecânicas ruins de combate e gráficos bastante defasados. Várias resenhas afirmaram que, em celulares, o jogo até consegue ser divertido, mas que, para o videogame da Nintendo, no entanto, ficou praticamente impossível jogar.

Gleamlight é um título para PlayStation 4 (PS4), Xbox One, PC (Steam) e Switch. Lançado em agosto de 2020, o game indie do gênero de ação e aventura 2D foi desenvolvido pela DICO e distribuído pela D3 Publisher. Muito similar ao Hollow Knight, o jogo oferece um visual bonito, mas, de acordo com os reviews, derrapa bastante nas mecânicas de gameplay.

3 de 11 Gleamlight é bastante parecido com Hollow Knight, mas possui qualidade muito inferior — Foto: Divulgação/D3 Publisher

Gleamlight é bastante parecido com Hollow Knight, mas possui qualidade muito inferior — Foto: Divulgação/D3 Publisher

A versão para Switch da produção foi uma das mais mal avaliadas no ano, com uma média de 42. Entre as críticas, os principais alvos foram a dificuldade do jogo, considerada injusta e complexa demais, e os controles, descritos como problemáticos. A trilha sonora também foi bastante criticada, já que, segundo as resenhas, não combinavam com as fases. Além disso, outra avaliação recorrente sobre o game é de que Gleamlight tentou copiar Hollow Knight, falhando em praticamente todos os aspectos.

O jogo Street Power Football foi lançado para PC, PS4, Switch e Xbox One em agosto de 2020, com desenvolvimento pela SFL Interactive Gamajun e distribuição pela Maximum Games. Do gênero de simulador de futebol, o título tem gameplay de freestyle de quadra, com inspirações no antigo FIFA Street.

4 de 11 Street Power Football peca por ser muito genérico, de acordo com os críticos — Foto: Divulgação/Maximum Games

Street Power Football peca por ser muito genérico, de acordo com os críticos — Foto: Divulgação/Maximum Games

Street Power Football tem uma média de notas de 41 no Metacritic em sua versão para PS4. Segundo as resenhas, o jogo peca nas animações e não tem desafios instigantes. Embora tenha recebido elogios em relação à quantidade de dribles e aos modos de jogo, o game foi bastante criticado por seu preço alto, custando praticamente o mesmo valor de um título da série FIFA.

Tamarin é um jogo de ação e aventura lançado em setembro de 2020, para PC (Steam) e PS4. Desenvolvido e publicado pela Chameleon Games, seu enredo conta a história de um primata que precisa proteger o território de sua família contra inimigos insetos. Apesar da premissa interessante, do visual fofo e do aparente carisma do protagonista, o jogo recebeu avaliações bastante ruins.

5 de 11 Os desenvolvedores de Tamarin eram da Rare, que criou jogos como Banjo-Kazooie e Donkey Kong Country — Foto: Divulgação/Chameleon Games

Os desenvolvedores de Tamarin eram da Rare, que criou jogos como Banjo-Kazooie e Donkey Kong Country — Foto: Divulgação/Chameleon Games

A versão de PS4 de Tamarin tem uma média de 40 no Metacritic. A primeira crítica em relação ao jogo é o descompasso entre a estética, mais infantilizada, e a gameplay, mais violenta. O primata protagonista tem armas de fogo e atira nos inimigos, e, em algumas animações, os antagonistas chegam a espalhar um sangue verde. Embora tenha levado elogios pela trilha sonora, se multiplicam, também, opiniões negativas em relação à movimentação de câmera e à jogabilidade.

Os 10 piores jogos da década Relembre a evolução dos games de 2010 a 2020

Com versões para PS4, Xbox One, Switch e PC (GOG e Steam), Remothered: Broken Porcelain é um jogo de terror e ação em terceira pessoa. Desenvolvido pela Stormind Games e distribuído pela Modus Games, ele foi lançado em outubro de 2020. Várias resenhas afirmaram que, inicialmente, o título era bastante promissor, já que era sequência de Remothered: Tormented Fathers, aclamado pela crítica. No entanto, devido a falhas técnicas, todas as esperanças para o game foram por água abaixo.

6 de 11 Remothered: Broken Porcelain era bastante aguardado por ser uma continuação, mas acabou decepcionando — Foto: Divulgação/Modus Games

Remothered: Broken Porcelain era bastante aguardado por ser uma continuação, mas acabou decepcionando — Foto: Divulgação/Modus Games

Com médias de 39 no Metacritic pela versão para PC, Remothered: Broken Porcelain foi criticado por conter bugs e problemas graves na jogabilidade. Além dos glitches, que tiram a imersão da narrativa de terror, as resenhas afirmam que a história é incompreensível, com design ruim e inteligência artificial dos NPCs esquisita.

Arc of Alchemist é um jogo para PS4 e Switch, do gênero de RPG japonês, lançado em janeiro de 2020. O game foi desenvolvido pela Compile Heart e distribuído pela Idea Factory. Baseado em um estilo de anime, o jogo teve praticamente todos seus aspectos avaliados como ruins.

7 de 11 Arc of Alchemist foi mais um jogo considerado sem personalidade e pouco marcante pelos críticos — Foto: Divulgação/Idea Factory

Arc of Alchemist foi mais um jogo considerado sem personalidade e pouco marcante pelos críticos — Foto: Divulgação/Idea Factory

Arc of Alchemist levou uma nota média de 36 no Metacritic, em sua versão para Switch. As críticas negativas se justificam pelos gráficos datados, frame rate (taxa de quadros) ruim, combate sem graça e personagens genéricos. A história do jogo foi criticada também, considerada fraca e pouco envolvente.

Fast & Furious Crossroads é um jogo de corrida e ação, lançado em agosto de 2020 para PC (Steam), Xbox One e PS4. A Slightly Mad Studios, da franquia Project CARS, foi responsável pelo seu desenvolvimento, enquanto sua distribuição ficou nas mãos da Bandai Namco, que publicou Dark Souls e Tekken 3. O título é uma adaptação da franquia de cinema Velozes e Furiosos, que, embora tenha feito sucesso nas telonas, não fez uma boa estreia nos videogames.

8 de 11 Vários veículos especializados consideraram Fast & Furious Crossroads o pior jogo do ano — Foto: Divulgação/Bandai Namco

Vários veículos especializados consideraram Fast & Furious Crossroads o pior jogo do ano — Foto: Divulgação/Bandai Namco

A edição para o PC é a mais mal avaliada, com uma média de 34 no Metacritic. Entre os pontos levantados pelas resenhas, estão os gráficos, que parecem da geração passada, e os controles, considerados ruins. A física de colisões dos carros foi descrita como uma das piores da geração, com ausência de polimento e cuidado com os detalhes. Os problemas do jogo fizeram, inclusive, com que sites especializados não recomendassem Fast & Furious Crossroads nem mesmo para os mais fervorosos fãs da saga de cinema.

Dawn of Fear é um jogo de PS4 e PC (Steam), desenvolvido e distribuído pela Brok3nsite. Lançado em fevereiro de 2020, o título é do gênero survival horror e faz um tributo aos primeiros jogos da saga Resident Evil. O game homenagem, no entanto, não decolou.

9 de 11 Dawn of Fear foi considerado muito ruim por causa dos problemas de performance — Foto: Divulgação/Brok3nsite

Dawn of Fear foi considerado muito ruim por causa dos problemas de performance — Foto: Divulgação/Brok3nsite

Com nota média de 33, a versão para PS4 de Dawn of Fear foi bastante criticada. Segundo as resenhas, a produção sofre com problemas técnicos, design genérico, controle ruim e gráficos antiquados. Além disso, outro aspecto avaliado negativamente é o enredo do jogo, considerado mal contado.

XIII Remake é um jogo lançado em novembro de 2020, para Xbox One, PS4, Switch, macOS e PC (Steam). O jogo de tiro em primeira pessoa foi desenvolvido pela PlayMagic e distribuído pela Microids, e é um remake de XIII, lançado originalmente em 2003, para PC, PlayStation 2 (PS2), Xbox e Game Cube. O resultado da nova versão, diferentemente da anterior, não agradou praticamente nenhuma crítica, o que o qualificou como uma das piores produções do ano.

A versão do Xbox One tem nota média de 32 no Metacritic. Assim como aconteceu recentemente com Cyberpunk 2077, XIII Remake foi lançado com dezenas de bugs e defeitos técnicos, tornando o game impossível de jogar. Além de dificuldades na inteligência artificial dos inimigos, física estranha, e animações de morte esquisitas, o jogo tem, ainda, controles ruins, queda de frame rate e sonorização incompreensível.

10 de 11 XIII Remake foi lançado cheio de bugs e problemas técnicos — Foto: Reprodução/YouTube GmanLives

XIII Remake foi lançado cheio de bugs e problemas técnicos — Foto: Reprodução/YouTube GmanLives

Os problemas foram tão graves que a Microids e PlayMagic se viram obrigadas a lançar um pedido de desculpas pelo estado inicial do game. “Infelizmente, as expectativas dos jogadores não foram atendidas na versão de lançamento, e nós ouvimos de maneira clara a crítica legitima e o desapontamento”, diz um trecho da nota. As empresas disseram que vão trabalhar em patches de correção.

Tiny Racer é um jogo exclusivo do Nintendo Switch, lançado em julho de 2020. Desenvolvido e publicado pela IceTorch, ele é do gênero de corrida e arcade. O game é bastante simples e tem um visual cartunesco, visivelmente voltado para crianças. Apesar do apelo a um público mais casual, o título não conseguiu deixar de levar a coroa de pior do ano.

11 de 11 Uma das resenhas de Tiny Racer diz parecer que o jogo foi feito em uma semana — Foto: Divulgação/IceTorch

Uma das resenhas de Tiny Racer diz parecer que o jogo foi feito em uma semana — Foto: Divulgação/IceTorch

Com nota média de 29, ele acabou considerado um jogo dispensável. Com gráficos piores do que títulos mobile, a simplicidade extrema de tudo que compõe o game chamou a atenção da crítica. Com apenas oito carros, quinze pistas, três dificuldades e três modos de jogo, Tiny Racer deixou muito a desejar. Além disso, questões técnicas, como jogabilidade, física, gráficos e controle, foram avaliadas como péssimas. Custando apenas US$ 10 (cerca de R$ 52,11, na conversão direta) em seu lançamento, o preço foi descrito como caro pelo que entregava.

Via Metacritic, Gamerant, Microids e Nintendo

Qual o pior jogo que você já jogou? Comente no Fórum do TechTudo.

TechTudo completa 10 anos: veja o que mudou no mundo da tecnologia e jogos

TechTudo completa 10 anos: veja o que mudou no mundo da tecnologia e jogos

Fonte: www.techtudo.com.br/noticias/2021/01/decepcao-veja-os-piores-jogos-de-2020-segundo-notas-no-metacritic.ghtml