Construção civil no Maranhão apresenta saldo positivo na geração de empregos

A Construção Civil no Maranhão é uma porta de entrada e estabelecimento de renda familiar de milhões de maranhenses, e em época de preços em alta as preocupações do brasileiro se voltam para o pão de cada dia. Rotineiramente, trabalhadores saem de casa em busca de melhores condições de vida para suas famílias através do trabalho formal nos canteiros de obras espalhados pelo estado, de onde tiram o sustento.

Segundo o último dado do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados do Brasil (Caged) de agosto deste ano, 3.556 pessoas conseguiram emprego na construção civil no estado, fechando o mês com um saldo positivo de 915 novos empregos.

Essa é a terceira maior atividade econômica do Maranhão, ficando atrás apenas do setor de serviços e do comércio. Essas admissões, tão importantes para a economia do estado, são ainda mais importantes para quem trabalha e experimenta a diferença em casa.

Obras no estado oportunizam melhorias aos trabalhadores locais (Foto: Dayanne Costa)

Para o pedreiro Raimundo Nonato, que trabalhou na construção da Ceasa de Timon, a admissão na obra o trouxe para mais perto de casa. Nonato trabalhava antes em Teresina e tinha custos de deslocamento e falta de tempo com a família. “É que [agora] eu trabalho aqui na minha cidade né, é pertinho. Daqui há meia hora eu estou em casa”, contou o pedreiro.

O secretário Clayton Noleto, gestor da pasta de infraestrutura do Estado, destaca o crescimento gradual do setor. “As obras não só irão fazer uma diferença em um futuro próximo, como asfalto, hospital, escola, mas já fazem a diferença na vida desses trabalhadores que suam a camisa nessas construções”, disse Noleto.

Fonte: oimparcial.com.br/noticias/2021/10/construcao-civil-no-maranhao-apresenta-saldo-positivo-na-geracao-de-empregos