Manifestantes fazem ato contra o Governo Federal e em prol da vida

Entidades sindicais, movimentos estudantis e movimentos sociais estiveram presentes na manifestação. (Foto: Grupo Pé Embaixo)

Manifestantes fizeram um ato na manhã deste sábado, 29, em Aracaju, contra o presidente Jair Bolsonaro (sem partido). A manifestação que começou por volta das 8h, reuniu entidades sindicais, movimentos estudantis e movimentos sociais e teve como lema defesa da vida, saúde, alimentação, vacina e educação.

O ato foi iniciado na praça do Mercado Municipal de Aracaju, no Centro, e seguiu trajeto até a avenida Visconde de Maracaju.

De acordo com o presidente da Central Única dos Trabalhadores (CUT), Roberto Silva, o ato trouxe a necessidade da indignação. “O ato pelo ‘Fora Bolsonaro’ é uma ato que reuniu mais de cinco mil pessoas e que trouxe a necessidade da indignação. A luta para o Brasil é o ‘Fora Bolsonaro’ e já. E esse ato é a demonstração de que os trabalhadores não aguentam mais, e por isso não tem saída. Em defesa do Brasil e da vida do povo brasileiro, a saída é o ‘Fora Bolsonaro’”, disse Roberto.

O Sindicato dos Trabalhadores Técnico-administrativos em Educação da UFS (Sintufs) também esteve presente na manifestação. Segundo o coordenador do sindicato, Fábio Farias, o ato respeitou o distanciamento social. “A manifestação foi organizada em fila indiana, teve três filas. A gente veio pra rua, mas a gente quis garantir a vida do trabalhador. É essencial vir pra rua nesse momento, pois a CPI (da Pandemia) está provando que o principal problema do país hoje além do vírus é o presidente, que negligenciou vacina e queria que o trabalhador tivesse imunidade de rebanho”, declarou Fábio.

Por Milton Filho e Aisla Vasconcelos

Fonte: infonet.com.br/noticias/cidade/manifestantes-fazem-ato-contra-o-governo-federal-e-em-prol-da-vida