Curso sobre sarampo é ofertado pelo Ministério da Saúde a profissionais da vigilância e atenção em saúde do Ceará – Governo do Estado do Ceará

Curso sobre sarampo é ofertado pelo Ministério da Saúde a profissionais da vigilância e atenção em saúde do Ceará

Suzana Mont’Alverne – Ascom Sesa texto Fabio dos Santos Arte gráfica

A circulação do vírus do sarampo voltou a ser uma preocupação no País. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), em 2019, a doença atingiu o maior número de casos notificados em 23 anos. Diante do cenário, a Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa) receberá equipe técnica do Ministério da Saúde para promover uma capacitação sobre o sarampo. O curso, direcionado aos profissionais atuantes no âmbito da vigilância epidemiológica, imunização, atenção primária à saúde e atenção especializada em saúde, será realizado na próxima quinta-feira (14), a partir das 14 horas, via plataforma Google Meet.

A coordenadora da Célula de Imunização da Sesa, Kelvia Borges, reforça o convite. “Será um momento de muita aprendizagem e troca de experiências. É importante a participação de todos da área. O encontro nos permitirá também traçar estratégias para o fortalecimento das vigilâncias epidemiológicas e laboratoriais”, diz.

Durante a visita dos representantes da pasta federal, a Coordenadoria de Vigilância Epidemiológica e Prevenção em Saúde (Covep) da Sesa apresentá as dificuldades, necessidades, ações planejadas, implementadas ou em andamento, além da situação epidemiológica, de coberturas vacinais e os indicadores de qualidade de vigilância de doenças exantemáticas, como o sarampo.

A doença é altamente contagiosa. Sua transmissão ocorre de pessoa para pessoa por meio de secreções respiratórias ou pela dispersão de aerossóis com partículas virais no ar, em ambientes fechados como escolas, creches e clínicas. Tendo a vacina como a única forma de proteção, a Sesa reforça a importância de buscar as unidades básicas de saúde para aplicação do imunizante contra o vírus.

Com a Campanha Nacional de Multivacinação em andamento, a pasta lembra que a baixa cobertura vacinal entre crianças é motivo de alerta. Crianças e adolescentes menores de 15 anos de idade (14 anos, 11 meses e 29 dias) são o público-alvo da ação.

Segundo Borges, nas crianças, as vacinas têm um papel ainda mais importante. “Os imunizantes garantem o aprimoramento da defesa do organismo para uma vida inteira”, pontua.”Não precisa ter medo. As salas de vacinação e os postos de saúde estão respeitando as orientações sanitárias para evitar a propagação de qualquer doença”, ressalta.

No Ceará, até a Semana Epidemiológica 38 (19 a 25/9), um caso de sarampo foi confirmado.

Capacitação: “O que fazer diante de um caso suspeito de sarampo?” Data: quinta-feira (14), a partir das 14h Público alvo: técnicos da vigilância epidemiológica, imunização, atenção primária à saúde e especializada em saúde Acesso

 

Voltar ao topo

Fonte: www.ceara.gov.br/2021/10/08/curso-sobre-sarampo-e-ofertado-pelo-ministerio-da-saude-a-profissionais-da-vigilancia-e-atencao-em-saude-do-ceara