Inventário da Flora Cearense já está disponível no site da Sema

Inventário da Flora Cearense já está disponível no site da Sema

Ascom Sema

Lançado nesta sexta (7), às 14h, com transmissão pelo canal do Youtube da Secretaria do Meio Ambiente do Ceará (SEMA), o Inventário da Flora Cearense já está disponível no site da Secretaria. Trata-se de um levantamento de cerca de 2.465 de espécies plantas com flores e frutos que existem em diferentes locais do Ceará como, por exemplo, sertão, zona costeira, ambientes aquáticos, chapadas e serras.

Participaram do evento os secretários estaduais do Meio Ambiente, Artur Bruno; da Ciência e Tecnologia e Educação Superior do Estado do Ceará, Inácio Arruda; o diretor florestal Adírson Marques, da Semace; o presidente da Fundação Cearense de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico (Funcap), Tarcísio Pequeno; os reitores Hidelbrando dos Santos Soares, da Universidade Estadual do Ceará; Fabianno Cavalcante de Carvalho, da Universidade Estadual Vale do Acaraú; o pró-reitor Jorge Herbert, da Universidade Federal do Ceará; Carlos Kleber Nascimento de Oliveira, da Universidade Regional do Cariri; o coronel Isaac Rodrigues do Nascimento, Comandante do Batalhão de Polícia de Meio Ambiente (BPMA); o general Júlio Lima Verde Campos, presidente do Instituto Histórico, Geográfico e Antropológico do Ceará; a professora Maria Iracema Bezerra Loiola, do Departamento de Biologia da Universidade Federal do Ceará; professor Marcelo Soares, Coordenador do Programa Cientista Chefe Meio Ambiente; o diretor de Inovação da Fundação Cearense de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico (FUNCAP), Jorge Barbosa Soares; a diretora Maria Ozilea Bezerra Menezes, do Instituto de Ciências do Mara (Labomar), da UFC; a professora Denise Hissa, do Departamento de Biologia da Universidade Federal do Ceará.

Na abertura, Marcelo Soares enfatizou o processo de trabalho coletivo, feito por pesquisadores da UFC, Uece, Urca e UVA e que compila informações provenientes de trabalhos de campo, coleções e publicações científicas. “Não teríamos conseguido sem uma vasta equipe de colaboradores”, afirmou. O inventário foi coordenado pela professora Iracema Loiola, do Departamento de Biologia da UFC. Ela lembrou do primeiro herbário fundado no Brasil, por Dom João VI, no Rio de Janeiro, e do primeiro herbário cearense, inaugurado em 1939, pelo professor Prisco Bezerra. “É importante dizer isso para que se compreenda que este Inventário é fruto de várias pesquisas feitas há anos. 1.250 espécies estão na caatinga, nosso principal bioma”, ressaltou.

Tarcísio Pequeno, por sua vez, lembrou que o programa Cientista Chefe só existe no Ceará, por conta da vontade do governador Camilo Santana e da academia, que revolveram aproximar ciência e sociedade. “Este é o Brasil que queremos: preocupado com sua flora, com seu futuro, com sua gente”. Na sequência, Inácio Arruda disse que o programa Cientista Chefe está renovando a pesquisa científica básica, “o que garante a inovação e a competência da academia aplicada ao setor público e ajuda a manter a inteligência em nosso Estado”.

No encerramento, Bruno lembrou que o Ceará é “um estado pobre, mas, percentualmente, é o que mais investe no Brasil, com destaque para a educação, cultura e ciência. Nós precisamos do conhecimento dos cientistas e do empreendedorismo dos empresários”.

Os dados do Inventário estão disponíveis no site da SEMA, com livre acesso, e serão atualizados online pelos pesquisadores à medida que ocorram novos registros de espécies. A ideia é que o inventário auxilie na elaboração de políticas públicas para a conservação, estudos de biotecnologia, plantas medicinais e avaliação de impactos ambientais para empreendimentos.

O inventário será de livre acesso e terá como público-alvo gestores públicos (munícipios, estados e governo federal), consultores ambientais de empresas, Organizações Não-Governamentais, estudantes e pesquisadores. O produto é inovador no âmbito do Estado do Ceará e do Nordeste sendo fruto de investimento da Fundação Cearense de Pesquisa e Desenvolvimento Tecnológico (Funcap) no âmbito do Programa Cientista-Chefe de Meio Ambiente em parceria com a Sema e Semace. A iniciativa possui pioneiro no âmbito nacional pois articula o conhecimento acadêmico e a gestão pública visando políticas inovadoras na área ambiental.

O programa Cientista Chefe, criado na atual gestão da Funcap, tem como objetivo unir o meio acadêmico e a gestão pública. Através dele, equipes de pesquisadores estão trabalhando nas secretarias ou órgãos mais estratégicos do Governo do Estado para identificar soluções de ciência, tecnologia e inovação que possam ser implantadas para melhorar os serviços e, desta forma, dar mais qualidade de vida para a população.

 

Voltar ao topo

Compartilhar

Fonte: www.ceara.gov.br/2021/05/07/inventario-da-flora-cearense-ja-esta-disponivel-no-site-da-sema