Mais 69 mil doses de vacina chegam ao Ceará para aplicação de reforço contra Covid-19 – Governo do Estado do Ceará

Mais 69 mil doses de vacina chegam ao Ceará para aplicação de reforço contra Covid-19

Texto Fotos

Os imunobiológicos serão destinados para completar o ciclo de imunização de idosos

Na tarde desta terça-feira (9), desembarcou no Aeroporto Internacional de Fortaleza um lote com 69.030 doses da Pfizer/BioNTech para prosseguir a campanha de imunização da população cearense contra a Covid-19.

Essa carga de imunobiológicos será destinada a aplicação de Dose de Reforço (DR) em idosos. Foi enviada como parte do Programa Nacional de Imunizações (PNI), do Ministério da Saúde (MS).

Do Aeroporto Internacional de Fortaleza, os imunobiológicos seguem para a Central de Armazenamento e Distribuição de Imunobiológicos (Ceadim), da Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa), de onde são distribuídos de forma proporcional aos municípios cearenses, através de rotas aéreas e terrestres.

Já foram entregues às prefeituras 14 milhões de doses, considerando todas as fases de vacinação. O agendamento para aplicação das doses é de responsabilidade dos municípios, por isso é importante ficar atento à sistemática organizada e divulgada por cada gestão local.

Mais de 12 milhões de doses foram aplicadas no Ceará, com o esquema vacinal básico já completado para 5,22 milhões de cearenses. As Doses de Reforço e Adicional já chegaram a 245 mil pessoas. Os números indicam que mais de 55% da população cearense já tomou as duas doses ou dose única do esquema vacinal básico. A primeira dose já está no braço de 70% da população do estado.

O Ceará iniciou a aplicação da dose de reforço em todos os idosos a partir de 60 anos. Com o imunizante da Pfizer, a aplicação deve ocorrer somente seis meses após a última dose do esquema vacinal básico (segunda dose ou dose única), independentemente da vacina aplicada anteriormente.

A dose adicional foi incorporada ao esquema vacinal contra a Covid-19 de pessoas com alto grau de imunossupressão. A administração da dose deverá ser de 28 dias após a segunda dose ou da dose única, independentemente do imunizante previamente aplicado.

Este grupo inclui pessoas com imunodeficiência primária grave; em quimioterapia; pacientes em hemodiálise; pessoas vivendo com HIV e aids; transplantados; entre outros.

Para este público, a Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa) atualizou o sistema de cadastro para vacinação contra a Covid-19, disponível na plataforma Saúde Digital. Uma caixa de confirmação foi acrescentada ao conteúdo para autodeclaração de pessoas com imunossupressão.

Para fazer a alteração, basta que a pessoa com imunossupressão acesse a plataforma com login e senha e marque a opção de autodeclaração conforme a condição de saúde. O usuário deverá aceitar os termos legais e salvar a atualização.

A documentação comprobatória necessária no ato da vacinação para cada grupo está disponível em nota divulgada pela Sesa. .

 

Fonte: www.ceara.gov.br/2021/11/09/mais-69-mil-doses-de-vacina-chegam-ao-ceara-para-aplicacao-de-reforco-contra-covid-19