O Nordeste está prejudicado pela distribuição de vacinas, diz secretário estadual de saúde

Por: Lara Tôrres

Publicado em: 22/07/2021 19:41 | Atualizado em: 22/07/2021 19:54

Foto: Heudes Régis/DivulgaçãoNa tarde desta quinta (22) o secretário estadual de saúde, André Longo, concedeu uma entrevista coletiva na qual cobrou do atual ministro da saúde do governo Bolsonaro, Marcelo Queiroga, uma distribuição mais igualitária das vacinas contra a Covid-19 entre os estados. Segundo Longo, a região Nordeste tem saído prejudicada no processo. O secretário explica que era normal, num primeiro momento, os estados do sul e sudeste do país receberem mais vacinas devido ao seu perfil populacional, com mais profissionais de saúde e mais altas taxas de longevidade fazendo crescer tanto o número de idosos entre os grupos prioritários como a demanda por imunizantes. “Não estou dizendo aqui que isso não está correto, mas o percentual dos estados que recebeu vacina dos grupos prioritários no caso específico de idosos e trabalhadores da saúde, o número é muito maior também. Esses grupos atendidos prioritariamente num primeiro momento acabam determinando que alguns estados avancem mais na vacinação em detrimento de outros”, reconhece o secretário. O problema, de acordo com André Longo, veio depois, conforme a vacinação avançava e a distribuição continuava desigual, sem um contrapeso que permita um avanço mais rápido nos estados que receberam menos doses no início do processo de vacinação e, agora, seguem atrás. “Os estados do nordeste fizeram um documento para levar ao Ministério da Saúde [dizendo que] a gente tem que reequilibrar esse processo de distribuição de vacinas no Brasil. Nós não podemos ver estados podendo progredir muito mais rapidamente que outros por conta dessa distribuição inicial desigual. Todos são brasileiros igualmente, precisamos de uma distribuição equânime, nós estamos lutando por isso porque nesse momento o Nordeste está prejudicado por essa distribuição desigual e o ministro como paraibano, como nordestino, precisa olhar para isso”, afirmou o secretário. TAGS: andré | longo | secretário | de | saúde | marcelo | queiroga | ministro | da | saúde | distribuição | doses | vacina | covid-19 | brasil | sul | sudeste | nordeste | Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Fonte: www.diariodepernambuco.com.br/noticia/vidaurbana/2021/07/o-nordeste-esta-prejudicado-pela-distribuicao-de-vacinas-diz-secret.html