Trabalhadores da educação são incluídos no Plano Nacional de Imunizações, anuncia governador da Paraíba

Um anúncio feito pelo governador da Paraíba João Azevêdo (Cidadania), nesta quinta-feira (27), trouxe alívio para os profissionais da educação. É que, segundo o governador, trabalhadores da Educação foram incluídos como prioritários do Plano Nacional de Imunização (PNI). Isso quer dizer que os trabalhadores da educação podem começar a tomar a vacina contra Covid-19.

“Acaba de ser aprovado o início da vacinação dos trabalhadores da Educação como prioritários do Plano Nacional de Imunização. Esse é um passo importante para que se possa voltar às aulas presenciais com mais segurança. Vamos em frente. Continuem se cuidando”, disse o governador em anúncio nas suas redes sociais.

Proibição em João Pessoa

No último dia 24, acatando um pedido do Ministério Público Federal, por intermedio da Procuradoria Regional da República em Recife, o desembargador Vladimir Souza Carvalho, do Tribunal Regional Federal da 5ª Região, determinou a suspensão da vacina contra a Covid-19 em trabalhadores da educação. A suspensão é até que pessoas privadas de liberdade e os funcionários dessas instituições sejam imunizadas.

“Penso que deve pairar em todo o território brasileiro uma uniformização de metas a declinar as pessoas a serem vacinadas, quer pela idade, quer pela profissão, quer pelas comorbidades, a partir do referido Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação Contra a Covid-19?, diz o desembargador na decisão.

Os pedidos da Prefeitura de João Pessoa para a continuidade da vacinação foram indeferidos. A alegação da gestão municipal pessoense é que a imunização das pessoas privadas de liberdade seria de competência da Secretaria de Administração Penitenciária, pasta do Governo do Estado. A Prefeitura da capital recorreu da decisão.

Fonte: Com Secom/PB Enviar no WhatsApp

Fonte: paraibaempauta.com.br/noticia/18934/trabalhadores-da-educacao-sao-incluidos-no-plano-nacional-de-imunizacoes-anuncia-governador-da-parai.html