Depoimentos apontam que motorista de app conhecia suspeitos, diz SSP


Depoimentos apontam que motorista de app conhecia suspeitos, diz SSP

em 4 maio, 2022 17:20 Compartilhar (Foto: SSP/SE)

A Secretaria de Segurança Pública de Sergipe (SSP) divulgou nesta quarta-feira, 4, trechos dos depoimentos prestados pelo motorista de aplicativo, Jefferson Adriano dos Santos, e outros dois homens presos no último dia 23 de abril, após denúncias de roubo na região do bairro Coroa do Meio, na Zona Sul de Aracaju. Segundo a SSP, os depoimentos confirmam que motorista conhecia os autores do roubo e adulterou a placa do veículo.

De acordo com a SSP, em um trecho do depoimento dando na Central de Flagrantes, o motorista relatou que foi convidado para dar umas voltas com um amigo de infância e que ganharia “um dinheiro bom” pela noite de trabalho como motorista.  Além disso, conforme a SSP, um dos envolvidos no crime relatou que foi acertado para “dar voltas” na Atalaia e que nesse percurso, ele e o motorista encontraram um terceiro envolvido na ação. Esses dois suspeitos confirmaram que o motorista do aplicativo aguardava no carro durante as investidas praticadas por eles.

A SSP divulgou também que houve adulteração da placa do veículo e que um dos envolvidos relatou que a modificação foi feita pelo próprio motorista de aplicativo preso durante a ação policial, que teria alegado que o veículo não era dele, mas de uma pessoa próxima, e por isso precisava fazer a adulteração com a fita.

A participação do motorista também teria sido confirmada pelas vítimas. De acordo com as informações divulgadas pela SSP, as vítimas relataram que foram abordadas por suspeitos em um veículo prata, do mesmo modelo do carro conduzido pelo motorista de aplicativo, e disseram que dois homens saíram do veículo, enquanto o terceiro permaneceu no interior do automóvel. Por fim, as vítimas alegaram que a dupla entrou no veículo e fugiu com o motorista.

A SSP disse também que na apuração do crime, a Polícia Civil identificou que foram ao menos três roubos consecutivos informados ao Centro Integrado de Operações em Segurança Pública (Ciosp). No terceiro roubo, a inteligência da Polícia Militar teve acesso à localização de um dos celulares roubados, encontrou o veículo e prendeu os autores do crime, apreendendo também um simulacro de arma de fogo usado para abordar as vítimas. O simulacro foi jogado pela janela do carro assim que os policiais fizeram a abordagem.

Entenda

O motorista de aplicativo . A prisão ocorreu após uma das vítimas rastrear seu aparelho telefônico e fazer contato com a Polícia Militar.

A família de Jefferson , alegando que ele foi sequestrado e obrigado a dirigir, enquanto dois suspeitos realizaram assaltos pelas ruas. A família também apontou que durante a abordagem policial, Jefferson foi vítima de injúria racial e espancamento.

Jefferson Adriano foi solto no final da manhã desta quarta-feira, 4, após ficar 11 dias preso. O primeiro pelo juiz Claudio Bahia Felicíssimo, mas após um novo pedido, a desembargadora Elvira Maria de Almeida Silva . O inquérito está conduzido pela Polícia Civil.

Por Verlane Estácio com informações da SSP/SE

Compartilhar

Fonte: infonet.com.br/noticias/cidade/depoimentos-apontam-que-motorista-de-app-conhecia-suspeitos-diz-ssp