Copa do Brasil: Flamengo vence o Coxa com facilidade e avança

Rubro-negro dominou a partida do início ao fim e contou com gols de Vitinho e Bruno Henrique para vencer o Coxa

Flamengo não encontrou dificuldades para avançar na Copa do Brasil. O time carioca venceu o Coritiba por 2 a 0 no Maracanã, e se classificou, sem sustos, para as oitavas do torneio nacional.

Mesmo repleto de desfalques, o rubro-negro dominou desde o início, contando com boas atuações de Gerson e Michael. Os autores dos gols, no entanto, foram Vitinho e Bruno Henrique.

O Fla conhecerá o seu adversário nas oitavas na próxima terça-feira (22), após o sorteio da CBF. No Brasileirão, o próximo jogo é neste sábado (19), contra o Bragantino, as 21h, novamente no Maracanã. O Coritiba, por sua vez, entra em campo pela Série B do Brasileirão, também as 21h do sábado.

Os gols de Flamengo x Coritiba

O gols do Flamengo foram marcados por Vitinho e Bruno Henrique.O primeiro gol foi marcado por Vitinho. Aos 28 minutos de jogo, Gérson brigou na área, cruzou pela esquerda e o camisa 11 apareceu no segundo pau para mandar, de cabeça, para o fundo do gol.

Já o segundo veio após boa jogada de João Gomes e Matheuzinho. Aos 20 minutos do segundo tempo, o volante enfiou a bola para o lateral, que encontrou Bruno Henrique livre para empurrar a bola para o gol

O primeiro tempo de Flamengo x Coritiba

Desde o começo o Flamengo encontrou facilidade para chegar ao gol do Coritiba. Mesmo assim, curiosamente, não deu trabalho para o goleiro Wilson. A chegada de Michael, no primeiro minuto, atingiu a rede do lado de fora; a arrancada de Gerson, no minuto seguinte, terminou em um chute cruzado que não teve ninguém para completar.

Até a escapada de Rodrigo Muniz, que saiu cara a cara com o goleiro, aos 4 minutos, terminou para fora. Uma enorme chance perdida pelo jovem atacante.

Nos minutos seguintes, o Coxa conseguiu diminuir o ímpeto flamenguista, mas não o seu volume ofensivo. O time carioca continuou chegando ao ataque, principalmente pelos lados. Nessas, um falta sofrida pelo lado esquerdo gerou outra boa chance perdida por Muniz, que mandou para fora o rebote da bola alçada na área por Diego.

Na metade da primeira etapa, o Coritiba foi capaz, a partir de sua forte marcação, de equilibrar um pouco mais o jogo. Mas de nada adiantou. Aos 28 minutos, Gérson recebeu a bola na esquerda da grande área, brigou com Willian Farias, ficou com a bola e cruzou para o Vitinho. O meia-atacante vinha fechando no segundo pau e cabeceou para abrir o placar.

O gol deu ânimo ao Mengão, que chegou com Matheuzinho, aos 30, e Gerson, aos 32. Aos 36, foi a vez  de Rodrigo Muniz ameaçar. O centroavante recebeu na marca do pênalti e teve seu chute, que seria cara a cara com o goleiro, travado pela defesa. O Coxa, por outro lado, seguia inofensivo, sem dar um chute sequer.

Antes do fim do primeiro tempo, o dono da casa chegou mais uma vez com Michael, aos 41, e com Gerson, aos 44, os dois jogadores mais participativos da primeira etapa. Os visitantes, por sua vez, tiveram seu lance mais perigoso aos 42 com uma bola mascada após cobrança de escanteio pela esquerda.

O segundo tempo de Flamengo x Coritiba

O segundo começou com mudanças em ambos os lados. Maurício Souza poupou Diego e foi com João Gomes em seu lugar; Gustavo Morínigo, por sua vez, mexeu por atacado, com as entradas do experiente Rafinha, o artilheiro Léo Gamalho e o volante Matheus Sales.

As alterações deram um pouco mais de confiança ao Coritiba, mas não necessariamente poder de fogo. Ao menos os paranaenses conseguiram sua primeira finalização, ainda que sem encontrar a direção do gol.

Flamengo, por sua vez, tirou um pouco o pé do acelerador, mas sempre rondando a área com perigo, especialmente quando Michael e Gerson se encontravam em campo. Foi com Bruno Henrique, porém, que se deu a primeira grande chance rubro-negra da etapa final, puxando contra-ataque pela esquerda e batendo cruzado.

Na sequência, Gerson aproveitou o bate-e-rebate da área para acertar um chutaço, que atingiu a trave esquerda do goleiro Wilson. O lance não chegou a animar a partida, mas devolveu o controle total do jogo ao Flamengo, que montou acampamento no campo de ataque.

Tanto que ficou no ataque, que conseguiu ampliar o placar. Aos 20 minutos, Matheuzinho recebeu bela enfiada de bola de João Gomes, avançou à linha de fundo e cruzou rasteiro para Bruno Henrique que, livre, só precisou empurrar para a bola para o fundo das redes.

O gol deixou o Fla ainda mais confortável em campo. Trocando passes, a equipe chegou a criar novamente com Bruno Henrique aos 22. Aos 28, porém, um lance mais impressionante: a primeira finalização certa do Coritiba, com um peixinho de Léo Gamalho que exigiu bom posicionamento de Diego Alves.

Com o sangue novo de Ryan, Max Alves, Hugo Moura e Yuri, o Flamengo tentou transformar o domínio em maior ímpeto ofensivo, além de oportunidade para a garotada da base. No placar, final um placar magro, que não define o domínio rubro-negro. Os 22 a 3 nas finalizações, porém, fazem maior jus.

Flamengo (4-4-2): Diego Alves; Matheuzinho, Arão, Rodrigo Caio e Renê; Diego, Gérson (Hugo Moura), Michael e Vitinho (Ryan); Bruno Henrique (Max Alves) e Rodrigo Muniz (Yuri). Técnico: Maurício Souza.

Coritiba (4-3-3): Wilson; Igor, Wellington Carvalho, Luciano Castán e Romário; Willian Farias (Matheus Sales), Dalberto (Valdeci) e Val; Robinho (Rafinha), Wagner (Léo Gamalho) e Igor Paixão (Tailson). Técnico: Gustavo Morínigo.

Gols: Vitinho, do Flamengo, aos 28′ do primeiro tempo; Bruno Henrique, do Flamengo, aos 20′ do segundo tempo.

Torcedores.com – Foto: Alexandre Vidal / Flickr C.R Flamengo