“Evitar lockdown é a ordem”, diz ministro da Saúde

Marcelo Queiroga participou de reunião com o presidente da OMS neste sábado e tenta adequar a indústria de vacinas animais no Brasil para produzir também vacinas contra Covid-19

Com o objetivo de manter a média de 1 milhão de brasileiros vacinados por dia, o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, afirmou neste sábado (3) que pretende adaptar o parque industrial de produção de vacinas animais para produzir imunizantes para seres humanos.

Queiroga contou estar em tratativas com autoridades sanitárias e com a Organização Mundial da Saúde (OMS) para fazer a adequação “não só para abastecer e aumentar a nossa capacidade de vacinação, mas também para que o Brasil possa oferecer, como líder mundial e da América Latina, vacinas para todo o mundo”, disse o ministro.

O chefe da Saúde participou de reunião na manhã deste sábado com o presidente da Organização Mundial da Saúde, Tedros Adhanom Ghebreyesus.

Sobre medidas de prevenção ao coronavírus, o ministro afirmou que “evitar lockdown é a ordem, mas temos que fazer o dever de casa. Mas o dever de casa é de toda a população. Por mais que nós falemos todos os dias sobre isso, não vemos a população tendo adesão às medidas”, disse. “Não adianta fazer isso à medida da imposição. Não é a lei que vai fazer isso, as pessoas têm que acreditar no que estamos fazendo”.

Brasil 247