Futebol de 5: Brasil quer manter hegemonia nas Paralimpíadas – RBA

São Paulo –  A seleção brasileira de futebol de 5 dá o pontapé inicial na noite deste sábado (28) em sua busca pelo ouro das Paralimpíadas de Tóquio. A equipe enfrenta a China, às 21h. Desde a entrada da modalidade nos Jogos Paralímpicos, em Atenas-2004, o Brasil conquistou sempre o primeiro lugar e, além disso, permanece invicto. E para o pentacampeonato, conta com um dos jogadores mais celebrados do mundo.

Ricardinho, de 32 anos, vai disputar sua quarta edição paralímpica, e é considerado o melhor jogador do planeta. Mesmo assim, não se acomoda com a condição atribuída ao Brasil de favorito ao título. “Sou atleta há muito tempo e sei que o favoritismo não ganha um jogo, muito menos um campeonato”, disse, ao site oficial dos Jogos.

“O que precisamos é de muita tranquilidade, experiência, porque todos os campeonatos de alto nível são parecidos”, acrescentou o craque, que não descarta continuar até os Jogos de Paris 2024. “Em termos de idade e condição física, posso jogar em Paris quando tiver 35 anos. Como amo o que faço, ainda não pensei em me aposentar. Estou sonhando com Tóquio e uma medalha de ouro.”

E a equipe brasileira conta também com Jefferson Gonçalves, o Jefinho, que participou de todas as conquistas de medalhas de ouro, exceto uma. Ele foi decisivo na Paralimpíadas do Rio em 2016, ao marcar os gols da vitória do Brasil por 2 a 1 na semifinal sobre a China, anotando também o gol do triunfo por 1 a 0 sobre o Irã na final.

O futebol de 5 será disputado na Aomi Urban Sports Park, na baía de Tóquio, e o Brasil vai enfrentar uma condição diferente da usual. A equipe está acostumada a realizar seus treinos no Centro de Treinamento Paralímpico de São Paulo, em quadra coberta, e terá que enfrentar o forte calor do período da manhã no local.

“Eu, particularmente, acho desumano impor a um atleta profissional, como nosso grupo é profissional, e para o nível que o futebol de cinco no mundo se encontra atualmente, ter jogos neste horário durante o verão”, criticou o técnico da seleção brasileira Fábio Vasconcelos ao site do Comitê Paralímpico Brasileiro.

Quais são as regras do futebol de 5

O futebol de 5 é voltado para cegos ou deficientes visuais e é praticado em quadras de futsal adaptadas e também em campos de grama sintética. A bola tem guizos internos para que os atletas possam localizá-la. Por isso, a torcida só deve se manifestar na hora do gol para não atrapalhar o andamento do jogo. Um guia pode também orientar os competidores atrás do gol.

Cada time atua com cinco jogadores, um goleiro e quatro atletas na linha. A partida tem dois tempos de 20 minutos e um intervalo de 10 minutos. Não há lateral.

O goleiro tem visão total, mas não pode ter participado de competições oficiais da Fifa nos últimos cinco anos. Ele também é impedido de tocar a bola fora da sua área, que tem 2 metros de profundidade por 5,82 metros de largura. Caso ocorra a infração, é marcado pênalti.

Futebol de 5 teve sete campeonatos mundiais. Dois da Argentina, cinco do Brasil (Arquivo/ABR)

Fonte: www.redebrasilatual.com.br/esportes/2021/08/futebol-de-5-paralimpiadas-brasil-hegemonia