MP abre investigação sobre financiamento da mansão de R$ 6 milhões de Flávio Bolsonaro

Ação movida pelo deputado Ivan Valente (PSOL) resultou em notícia fato, ainda preliminar

O Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) abriu nesta segunda-feira (5) uma investigação preliminar sobre a compra da mansão do senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) em Brasília. O negócio foi financiada no Banco de Brasília (BRB) e, segundo o deputado federa Ivan Valente (PSOL-SP), Flávio não cumpria as condições necessárias pra um financiamento de tanta envergadura.

Segundo o jornalista Aguirre Talento, de O Globo, o MPDFT abriu uma “notícia fato” após ser acionado por Valente. O caso ficará com a Promotoria de Justiça de Defesa do Patrimônio Público e Social (Prodep).

O senador se comprometeu a pagar R$ 3,1 milhões em um financiamento de 30 anos. Ele teria pago R$ 181 mil à vista para quitar impostos e mais R$ 2,87 milhões de entrada.

As parcelas representam o equivalente a 70% da renda de Flávio como senador, que tem salário líquido de R$ 24,9 mil.

A mansão está localizada no Setor de Mansões Dom Bosco, no Lago Sul, bairro nobre de Brasília. O imóvel possui 8 quartos, piscina, churrasqueira, academia, brinquedoteca, 1.100 m² de área construída e 2.500 m² de terreno.

Revista Fórum