Não há a menor chance de o PDT apoiar essa direita que se diz centro, diz Carlos Lupi

Presidente do PDT negou que Ciro Gomes participaria de unidade com o senador Tasso Jereissati (PSDB-CE) nas próximas eleições

Em entrevista ao Fórum Onze e Meia, nesta segunda-feira (3), o presidente do PDT, Carlos Lupi, disse que não há possibilidade do partido se aliar a candidatos da direita nas próximas eleições. O comentário foi feito após ele ser questionado sobre fala do senador Tasso Jereissati (PSDB-CE), que afirmou que poderia buscar unidade com o ex-ministro Ciro Gomes (PDT) na disputa presidencial.

“Não há essa hipótese. Há zero de chance. O PDT e Ciro Gomes jamais apoiará essa direita mais erudita, mais educada, mas que é direita”, disse Lupi. “Eu tenho o maior respeito pelo Tasso. A relação [dele com Ciro] é pessoal, fraternal, mas não passa isso. Nós teremos Ciro como candidato à presidência da República”, completou.

A declaração de Tasso ocorreu em conversa virtual no grupo chamado “Derrubando Muros”, na sexta-feira (30). Ele também admitiu em entrevista recente que pretende disputar prévias no PSDB para 2022. Porém, segundo o senador, seria inconcebível que o Ceará tivesse dois candidatos à sucessão do presidente Jair Bolsonaro.

O programa Fórum Onze e Meia iniciou uma série de entrevistas com presidentes de partidos progressistas. Depois da presidenta do PT, Gleisi Hoffmann, e Carlos Lupi, o programa entrevista Carlos Siqueira, presidente do PSB, na terça-feira (4).

Revista Fórum