Presidente da CPI rejeitará pedido de governadores contra convocações

Governadores enviaram uma carta a Omar Aziz pedindo para transformar as convocações em convites

presidente da CPI da Covid do Senado, Omar Aziz (PSD-AM), disse à coluna que não atenderá o pedido de governadores para transformar em convite a convocação para os gestores estaduais deporem na comissão.

“Eu não tenho poder para transformar sozinho convocação em convite. Depois que a convocação é aprovada, só o plenário da CPI pode reverter isso”, afirmou o parlamentar amazonense.

Na sexta-feira (28/5), governadores enviaram uma carta a Aziz argumentando que as convocações ferem o pacto federativo e pedindo que elas sejam revertidas em convite, quando não seriam obrigados a comparecer à CPI.

Caso os demais membros da comissão não transformem as convocações em convites, os governadores e a própria cúpula da CPI apostam que o Supremo Tribunal Federal (STF) proibirá os depoimentos.

Queiroga

Neste domingo (30/5), Aziz participou de reunião com senadores da oposição e independentes da CPI, grupo conhecido como G7, para discutir mudanças no calendário de depoimentos.

Embora alguns parlamentares tenham pedido para antecipar um novo depoimento do ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, o presidente da CPI quer ouvir antes a infectologista Luana Araújo.

A médica chegou a ser anunciada por Queiroga como futura secretária extraordinária de Enfrentamento à Covid-19, mas acabou não sendo nomeada após seu nome enfrentar resistência no Palácio do Planalto.

Metrópoles – Foto: Rafaela Felicciano/Metrópoles