Projeto Saúde Digital é apresentado ao governador

A proposta prevê, entre outras coisas, a implementação de teleconsultas em unidades que não possuem médicos

O governador Wellington Dias recebeu, na tarde desta segunda-feira (10), uma comitiva de médicos e diretores do Hospital Alemão Oswaldo Cruz, que apresentou detalhes do projeto Saúde Digital, desenvolvido para as necessidades do Piauí. Em reunião no Palácio de Karnak, foi detalhada a proposta de parceria público-privada visando expandir o atendimento médico especializado de média e alta complexidades, para mais cidades do interior com uso da tecnologia e da telecomunicação.

“Isso permite que possamos alcançar a universalização e humanização, ou seja, chegar onde ainda não foi possível com saúde de qualidade” avaliou o governador Wellington Dias.

A estratégia consiste na orientação especializada à distância (teleconferência), possibilitando a resolução de casos sem a necessidade do contato físico entre médico e paciente ou do médico com outro profissional de saúde, como o enfermeiro.
A efetivação no Piauí é possível graças à implantação do Piauí Conectado, que leva internet banda larga de qualidade ao interior do estado.

“Todo mundo tem direito à saúde e as pessoas não precisam sair de suas cidades para garantir este direito. O Saúde Digital tem o objetivo de garantir que o médico, o enfermeiro, a enfermeira, atendam as pessoas onde elas estiverem”, explicou a superintendente de parcerias e concessões, Viviane Moura.

A proposta prevê, entre outras coisas, a implementação de teleconsultas em unidades que não possuem médicos, teleregulação de filas em especialidades mais críticas, treinamento e capacitação de profissionais.

Um dos diferenciais da estratégia é a economia de recursos públicos. O atendimento de demandas de pacientes do interior na cidade onde vivem elimina a necessidade de deslocamento para Teresina e os custos respectivos com transporte, alimentação, hospedagem, entre outros.

“Através da tecnologia levar conhecimento médico principalmente para uma região onde não tenha este profissional dentro do seu município”, ressaltou Kennedy Almeida, diretor de inovação e ensino do Hospital Alemão Oswaldo Cruz.
Um novo encontro foi marcado para discutir a modelagem econômica mais viável para a PPP.