São Paulo tem 200 mil pessoas na fila pela segunda dose da AstraZeneca – Rede Brasil Atual

São Paulo – A cidade de São Paulo tem 200 mil pessoas na fila aguardando a segunda dose da vacina AstraZeneca, que está atrasada pela falta do imunizante nos postos de saúde. De acordo com a prefeitura, nesta sexta-feira (10), praticamente todos os postos da capital estão sem mais doses disponíveis.

Desde o início da semana, a prefeitura alerta para o fim dos estoques do imunizante, responsabilizando o governo federal por alterar o cronograma de envio, usado para a elaboração do calendário de vacinação na cidade. A gestão municipal estima que, se o problema persistir até semana que vem, o atraso pode afetar 340 mil paulistanos. A cidade precisa de 1,721 milhão de doses da AstraZeneca para completar a vacinação da população.

Em coletiva concedida hoje, o prefeito da capital, Ricardo Nunes (MDB), disse que estuda utilizar a Pfizer como segunda dose. Entretanto, a secretaria estadual de Saúde vem afirmando, desde a semana passada, que também as doses da Pfizer estão acabando.

Na semana passada, o secretário Edson Aparecido prometeu priorizar a aplicação da Pfizer para doses de reforço na população idosa, quando recebesse um novo lote da vacina, previsto para chegar no dia 15 de setembro.

Vacina atrasada

Na sexta-feira (3), a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) havia anunciado que um período de de duas semanas sem entregar novos lotes de AstraZeneca para o Ministério da Saúde. Houve atraso na entrega do Ingrediente Farmacêutico Ativo (IFA), que é o componente usado para fabricar a vacina e é importado da China.

As próximas entregas da Fiocruz estão programadas para entre os dias 13 e 17 de setembro. A fundação informou que vai entregar ao governo federal 15 milhões de doses neste mês.

A Secretaria Estadual da Saúde de São Paulo afirmou ao G1, no início da tarde de ontem (9), que o Ministério da Saúde deixou de enviar cerca de 1 milhão de doses da AstraZeneca que seriam destinadas para a segunda aplicação. Em nota, a pasta afirma que o prazo para a aplicação destas doses começou a vencer em 4 de setembro.

“A Secretaria de Estado da Saúde cobrou na última semana o órgão federal o envio destas doses para completar o esquema vacinal, conforme a bula do fabricante e diretriz do PNI (Programa Nacional de Imunizações). Novo ofício foi enviado à pasta federal nesta quinta-feira (9)”, diz a reportagem.

Entretanto, o Ministério da Saúde contradiz o órgão estadual e afirma que “não deve segundas doses de vacina Covid-19 da AstraZeneca ao estado de São Paulo”. Segundo o governo federal, foram entregues ao estado 12,4 milhões de doses 1 e 9,2 milhões de doses 2 da AstraZeneca. As 2,8 milhões de doses 2 que completam o esquema vacinal “não foram enviadas porque o prazo de intervalo entre a primeira e a segunda dose só se dará no final do mês”.

Fonte: www.redebrasilatual.com.br/saude-e-ciencia/2021/09/sao-paulo-200-mil-pessoas-fila-astrazeneca-segunda-dose