Tribunal do Genocídio julgará na PUC-SP crimes de Bolsonaro durante a pandemia

Tribunal do Genocídio julgará na PUC-SP crimes de Bolsonaro durante a pandemia

Iniciativa é de professores e estudantes da Universidade Católica de São Paulo

(Foto: Divulgação)

Um júri simulado irá julgar crimes do governo Jair Bolsonaro na pandemia. A filósofa Sueli Carneiro, o ex-ministro Arthur Chioro, o dirigente do MST João Pedro Stedile, o padre e diretor do Educafro Brasil, Frei David, o líder indígena Edson Kayapó, a produtora Luana Hansen e a advogada Sheila de Carvalho integrarão o júri do “tribunal do genocídio” que será realizado na PUC (Pontifícia Universidade Católica) de São Paulo, no dia 25 deste mês.

A iniciativa é promovida por professores, estudantes e trabalhadores da PUC-SP e pretende julgar, simbolicamente, os crimes do governo Jair Bolsonaro na pandemia, informa a jornalista na Folha de S.Paulo.

A desembargadora aposentada do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) Kenarik Boujikian atuará como magistrada no julgamento. 

Fonte: www.brasil247.com/brasil/tribunal-do-genocidio-julgara-na-puc-sp-crimes-de-bolsonaro-durante-a-pandemia