Apesar de aumento de casos de Covid-19, dezembro foi mês de forte recuperação da arrecadação pública

Foto: Tomaz Silva/Agência Brasil Dados mostram arrecadação 7% acima da contabilizada no ano anterior, antes da chegada da doença 03 de janeiro de 2021 | 09:06 economia

Dados da arrecadação de impostos em 18 estados e no Distrito Federal, com base na emissão de notas fiscais eletrônicas, mostram que dezembro foi um mês de forte recuperação das receitas públicas, com crescimento de 21% em relação a dezembro de 2019.

Apesar do aumento dos casos da Covid-19 no fim do ano, as atividades não pararam. Em todo 2020, os dados mostram a arrecadação 7% acima da contabilizada no ano anterior, antes da chegada da doença.

Abril e maio foram meses de forte retração da arrecadação (-17% e -10%, respectivamente), durante o período de isolamento mais rigoroso. Mas a partir de junho ela voltou a subir.

O resultado sugere que os estados do Norte e Nordeste tiveram desempenho mais positivo em 2020. O Rio fechou o ano com uma queda de 0,8% na arrecadação e o Rio Grande do Sul, com alta de 3,05%, abaixo da inflação. Já o Piauí teve aumento de 16,12% e o Pará, de 24,4%.

Análise preliminar do governo gaúcho indica que as empresas do Simples (as menores) sofreram mais com a pandemia, com queda de 2,4% nas vendas de janeiro a novembro. As grandes tiveram alta de 0,8%. Só em setembro as vendas voltaram a crescer para as pequenas. Para as maiores, a recuperação começou em junho.

Folha de S. Paulo Voltar para a página inicial

Fonte: politicalivre.com.br/2021/01/apesar-de-aumento-de-casos-de-covid-19-dezembro-foi-mes-de-forte-recuperacao-da-arrecadacao-publica