Banco do Nordeste e CNC assinam acordo de cooperação técnica

A Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) e o Banco do Nordeste assinaram um Acordo de Cooperação Técnica, com objetivo de oferecer produtos de crédito, investimento, capital de giro, cartão BNB, dentre outros produtos, aos sindicatos associados às Federações do Comércio, dos nove estados do nordeste mais a região do sul de Minas Gerais e Espírito Santos, áreas de atuação do Banco. A medida, extensão do acordo preexistente entre as duas instituições, garante as vantagens da parceria por mais dois anos.

O evento, em formato virtual, contou com a participação do presidente da CNC, José Roberto Tadros, e do presidente do BNB, Romildo Rolim, além de parceiros das duas instituições e de convidados. O acordo abrange ainda a divulgação sistemática das políticas, formas de atuação e portfólio de produtos e serviços do BNB.

Para o presidente da CNC, o estímulo ao desenvolvimento e ao crédito é condição para que um país seja grande. “Nossa missão se torna de suma importância notadamente num universo de micro e pequenas empresas que representam de forma avassaladora mais de 90% do PIB e 55% dos empregos gerados neste país. É oportuno e inadiável que haja um somatório de esforços entre o capital, o trabalho, o governo e as agências de desenvolvimento com essas linhas de crédito para que possamos ter um capitalismo desenvolvido, eliminando a pobreza nas áreas que são as mais afetas pela anemia de recursos e a carência de investimentos”, defendeu.

O presidente do BNB ressaltou que, dentro dos direcionamentos estratégicos de negócios, a instituição pretende ser o banco das micro e pequenas empresas em sua área de atuação. “Somente no ano passado aplicamos nas micro e pequenas empresas R$ 4,6 bilhões, um crescimento de 27% em relação ao ano anterior. Agradecemos essa parceria e estamos aqui para celebrar essa renovação”, destacou Romildo Rolim.

Entre as linhas de crédito oferecidas para o setor do comércio, destacam-se o FNE Sol e o FNE Inovação, que contribuem para a sustentabilidade ambiental, a redução de custos das empresas e o fortalecimento da competitividade.

Além disso, a cooperação técnica inclui a realização de pesquisas relacionadas com o setor de comércio, turismo e serviços, com a participação de pesquisadores do Escritório Técnico de Estudos Econômicos do Nordeste (Etene), órgão do Banco ao qual os investigadores da CNC passam a ter acesso para fins de realização de trabalhos conjuntos.

Consultorias, cursos, treinamentos, aperfeiçoamentos, especialização, seminários e palestras, entre outros eventos, fazem parte do acordo, como forma de fortalecer a capacitação das empresas por parte do Senac e a promoção da cultura regional e das artes, por meio do Sesc.

No período de vigência do acordo entre BNB e CNC, de junho de 2019 a maio de 2021, o Banco do Nordeste contratou, com recursos do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE), 61.299 operações de crédito, no valor de R$ 6,44 bilhões, beneficiando empreendedores de pequeno porte, pequeno médio, médio porte, microempresas e microempreendedores individuais dos setores objeto do acordo.