Enquanto o povo passa fome, Bolsonaro faz churrasco com picanha que custa R$1.799 o quilo

Em meio à fome no país, Bolsonaro faz churrasco com picanha que custa mais de um salário mínimo

No último domingo (9), Dia das Mães, Jair Bolsonaro comeu um churrasco com carne de luxo. O pão com leite condensado e o cachorro quente na rua que o presidente gosta de exibir nas redes sociais deram lugar a peças de picanha que custam R$1.799,99 o quilo, mais que um salário mínimo. 

A carne foi levada pelo churrasqueiro que se autodenomina “Tchê”, conhecido como “Churrasqueiro dos Artistas”. Trata-se de uma picanha vendida pelo Frigorífico Goiás e que leva o nome de “Picanha Mito”, com uma caricatura do presidente na embalagem, informa a Fórum.

O preço da iguaria foi descoberto por Marcos Nogueira, colunista da “Cozinha Bruta”, da Folha de S. Paulo, que ligou para o Frigorífico Goiás. A mesma carne, que é uma picanha de gado da raça wagyu, é vendida também sem a embalagem do “mito”. No site do frigorífico, ela sai por R$1.200 o quilo, mas atualmente está em “promoção” e pode ser comprada por R$599 o quilo.

Brasil 247 – Foto: ABr | Reuters