PIB ficará abaixo da média da AL e Caribe

Mais de 30 milhões de brasileiros procuram por emprego no Brasil, segundo o IBGE. Foto: Marcelo Camargo/ Agência Brasil

Previsão do Banco Mundial para o Brasil é de 3% em 2021. Para a região, a média é de 3,7%

O Banco Mundial divulgou na terça-feira (5) a projeção de crescimento para a economia mundial em 4% para 2021. Para o Brasil, a previsão é de alta de 3%, inferior à média das demais economias e inferior aos 3,7% de previsão para a América Latina e o Caribe.

Para o Banco Mundial, a volta à normalidade vai depender da implementação efetiva da vacinação contra a Covid-19 e, se isso não acontecer, o crescimento médio de 3,7% da região pode cair para 1,9%.

“Espera-se que a atividade econômica regional cresça 3,7% em 2021, à medida que se flexibilizem as iniciativas para mitigar a pandemia, se distribuam vacinas, se estabilizem os preços dos principais produtos básicos e melhorem as condições externas”, afirmou o organismo multilateral, ao divulgar o relatório “Pesquisas Econômicas Mundiais”.

A instituição ressaltou, porém, que a recuperação, que chegará depois de uma década de crescimento lento, “será muito leve”.

O crescimento da economia brasileira ficaria abaixo também da média do Produto Interno Bruto (PIB) agregado dos emergentes, de 5%, aí incluída a China. Os países asiáticos devem crescer 7,9% em 2021. Excluindo-se a China, a alta seria de 3,4%, ainda assim maior do que a do Brasil.

Entre os países ricos, após uma contração estimada em 3,6% em 2020, o PIB dos Estados Unidos deve recuperar até 3,5% em 2021. Para a Zona do Euro, a estimativa é de uma expansão de 3,6%, após uma queda de 7,4% em 2020, enquanto o Japão crescerá somente 2,5% em 2021, após uma contração de 5,3% em 2020.

Em outro trecho, o documento o banco chama a atenção de que “a combinação de desigualdade enraizada de oportunidades, uma pior percepção da eficácia do governo e a elevação da pobreza poderiam reacender a instabilidade social”.

No relatório anterior, divulgado em junho do ano passado, a estimativa de crescimento para a economia mundial era de 4,5%. A revisão foi feita diante da incidência da segunda onda da Covid-19 em muitos países, especialmente EUA e Europa.

Fonte: horadopovo.com.br/pib-do-brasil-ficara-abaixo-da-media-da-al-e-caribe-em-2021-diz-banco-mundial