Educadora Lúcia França é a vice de Haddad na disputa ao governo paulista

São Paulo – A professora Lúcia França (PSB-SP) será a candidata a vice de Fernando Haddad (PT) na disputa ao governo de São Paulo. Haddad confirmou a indicação nas redes sociais. Ele atribuiu a escolha ao próprio PSB, após pedir a indicação de uma mulher para compor a chapa e saudou a opção por Lúcia com “a maior satisfação”. Ela é casada com o candidato a senador Márcio França, que também compõe a aliança para eleger um governo progressista no estado.

Depois de muitas tratativas com os seis partidos aliados em busca de uma mulher para compor a nossa chapa ao governo do Estado, pedi ao PSB que indicasse o nome. A indicação me chegou e não poderia me dar maior satisfação: a educadora Lúcia França será a nossa vice.

— Fernando Haddad (@Haddad_Fernando)

Lúcia França formou-se no magistério aos 17 anos, e atuou como professora no litoral paulista. Ela presidiu o Fundo Social de Solidariedade de São Vicente entre 1997 e 2004 e o Fundo Social do Estado de São Paulo, em 2018, quando Márcio França foi prefeito do município e governador do estado, respectivamente. Ela também é mantenedora de um colégio particular na Praia Grande.

Nas redes sociais, Márcio França comemorou a indicação da mulher. “Não tenho dúvidas de que irá contribuir para um estado mais justo e com mais oportunidades para todos. Boa sorte, Lúcia e Haddad! Vocês estão prontos para São Paulo.”.

Assim, os dois educadores, Fernando Haddad e Lúcia França, tentarão por fim a décadas de hegemonia do PSDB no governo paulista. Em entrevista ao programa Café da Manhã, na TV Cultura Litoral na quinta (4), Haddad reafirmou a em seu eventual governo. “Quero fazer uma reforma da educação paulista, dar um choque de qualidade, credibilidade, de valorização do magistério”, afirmou.

Aproximação com Marina

O PT na disputa pelo Palácio dos Bandeirantes há cerca de duas semanas. Na ocasião, o ex-governador Márcio França (PSB) também foi confirmado como candidato da chapa ao Senado. A vaga de vice de Haddad, no entanto, permanecia em aberto. A convicção dos partidos que apoiam o candidato – PT, PCdoB, PV, PSB, Rede e Psol – é que a vice deveria ser uma mulher.

Haddad convidou a ex-senadora e ex-ministra (Rede) para a vaga. Ela declarou seu apoio ao petista ainda em junho, mas optou por ser candidatar a uma vaga na Câmara dos Deputados por São Paulo. Na semana passada, em evento do , Marina chegou a ser ovacionada pela militância do partido e discursou sob gritos de “aceita”.

Em pesquisa  divulgada na última quarta (3), Haddad segue em primeiro, com 33% das intenções de votos na disputa pelo governo paulista. O candidato de Jair Bolsonaro, o ex-ministro Tarcísio de Freitas (Republicanos), aparece em segundo, com 20%. Ele está tecnicamente empatado com o atual governador, Rodrigo Garcia (PSDB), que registrou 19% das intenções. Além disso, Haddad também vence os dois adversários no segundo turno, segundo a pesquisa.

No mesmo levantamento, Márcio França lidera a disputa ao Senado, com 26%. Ele está 10 pontos percentuais à frente da deputada estadual Janaina Paschoal (PRTB), que vem depois.

Fonte: www.redebrasilatual.com.br/politica/2022/08/educadora-lucia-franca-e-a-vice-de-haddad-na-disputa-ao-governo-paulista