Centro Sebrae de Sustentabilidade vence prêmio BREEAM Américas 2021

O Centro Sebrae de Sustentabilidade (CSS), instalado em Cuiabá (MT), alcança mais um reconhecimento inspirador em sua trajetória, que é referência na consolidação de práticas que aliam eficiência à responsabilidade ambiental e social.

Com um score de 81,7, os jurados internacionais chancelaram o edifício do CSS como vencedor do prêmio BREEAM Awards 2021 categoria Américas. É a segunda vez que o CSS é agraciado nesta categoria, destacando o projeto mato-grossense como exemplo de inovação e de aplicação prática dos conceitos de eficiência ambiental, social e econômica, aliada a uma arquitetura condizente com toda essa ambientação.

A conquista está expressa na publicação Best of BREEAM 2021, responsável por detalhar exemplos de êxito sustentável ao redor do mundo. Na categoria Américas, outros quatro foram premiados, sendo que apenas o CSS recebeu o nível Excellent (Excelente). Shamir Ghumra, diretor do Building Research Establishment (BRE), responsável pela certificação, ressalta os desafios extras que todo o planeta enfrenta com a pandemia, mas pondera que este é o momento propício de redobrar e afinar as ações em busca da excelência.

“Agora existe um consenso global de que não devemos perder os ganhos dos últimos 12 meses e que qualquer reconstrução deve ser feita melhor do que antes. Governos e líderes da indústria devem introduzir políticas, estímulos e investimentos necessários para agilizar essa recuperação. Se feito corretamente, podem ser usados para apoiar o design, construção e operação de ativos para oferecer um ambiente mais limpo, saudável, equitativo. Estamos em um momento crucial da história, onde nossas ações irão determinar o bem-estar de nossa sociedade por muitas décadas e séculos que virão”.

Para o superintendente do Sebrae Mato Grosso, José Guilherme Barbosa Ribeiro, esta premiação que ocorre pela segunda vez, é motivo de júbilo não só para a instituição, mas para o Estado como um todo. “É uma demonstração de que nós estamos no caminho certo, continuamos na luta, acompanhando o crescimento e o desenvolvimento sustentável o que está acontecendo no mundo.  Esse prêmio vem mostrar que de 2018 para cá continuamos  evoluindo, nos atualizando, o que é muito importante porque é um processo contínuo”.

E enfatiza que a B.R.E. é uma instituição muito séria e com uma abrangência em todo o Reino Unido e com parâmetros para premiar muito difíceis de serem alcançados. “Se nós conseguimos isso é porque a gente está na frente, somos top mesmo e isso é motivo de orgulho para todos nós, não só do Sebrae, mas também de Mato Grosso.

Ribeiro destaca ainda os países que têm como estratégia de desenvolvimento sustentável focam em três temas: no tratamento da água, desde as nascentes até depois de usadas (águas cinzas);  energias renováveis e Mato Grosso destaca-se no cenário nacional com energia solar, mas tem outras fontes de energias sustentáveis que devem ser perseguidas; e o tratamento de resíduos sólidos. “A economia reversa fala exatamente sobre isso, que a gente não pode descartar as coisas de uma forma simples transformando em lixo, todos os resíduos podem ser aproveitados, depende da aplicação de tecnologias para que eles tenham uma reutilização, às vezes mais de uma vez até”.

BRE e BREEAM

O B.R.E. (Building Research Establishment) é um centro britânico multidisciplinar sobre a ciência da construção sustentável, cujo objetivo é gerar novos conhecimentos, produtos, ferramentas e padrões para melhorar o ambiente construído.

O BREEAM Awards foi criado em 1990 e está presente em 77 países, abrangendo mais de 500 mil edificações.

O CSS concorreu pela primeira vez em 2018, assim que o edifício conquistou a certificação BREEAM (Building Research Establishment’s Environmental Assessment Method), Método de Avaliação Ambiental do Instituto de Pesquisa de Edifícios em português. E, naquele ano, já venceu o prêmio na categoria Américas. Em 2021, o CSS novamente recebeu a certificação internacional, possibilitando a participação no processo de escolha internacional.

A certificação concedida ao CSS é o BREEAM In-Use (em Operação), no nível Excellent (Excelente), sendo o primeiro órgão a fazer jus a este prêmio em toda a América Latina.
“A premiação nos orgulha, pois trabalhamos com um conceito ampliado de sustentabilidade, que desejamos que seja materializado por toda a sociedade. É um desafio de conscientização geral”, resume a diretora técnica do Sebrae MT, Eliane Ribeiro Chaves.

Quanto à configuração e operacionalização do CSS, Eliane usa a expressão “laboratório vivo”, uma vez que agrega um alto nível de tecnologia sustentável, de práticas e de produção de conhecimento. “A atuação do Centro é uma forma de sairmos do discurso e mostrarmos que a prática sustentável, em seus variados níveis, é possível e necessária para que líderes empresariais entendam que o atual modelo econômico precisa de mudanças. Queremos inspirar a conscientização das pessoas de que o mundo está próximo de um esgotamento de recursos”, acrescenta a diretora técnica. Exemplo de gestão adequada dos recursos nacionais, o prédio do CSS envolve todos os seus colaboradores em ações que privilegiam a reciclagem do lixo, o manejo sustentável da água e energia elétrica.

Permeada por tecnologia inovadora, a edificação foi concluída em  2011 e, desde então, vem demonstrando a empreendedores que a preocupação com a responsabilidade ambiental não é somente uma opção, mas uma alternativa real de sobrevivência diante do cenário econômico atual.

“Nosso objetivo é ensinar na prática o que o empresário pode usar em seu negócio. O DNA das empresas deve ter como premissa a sustentabilidade, é necessária uma mudança de mentalidade”, afirma a gerente do CSS, Suenia Sousa, que destaca como maior legado da certificação internacional a certeza de confiabilidade nas práticas adotadas diariamente. Ela destaca a importância da BREEAM, que é um dos sistemas avaliadores mais rígidos do mundo. Exatamente por esse fator, o CSS não se acomoda.

A certificação premia construções inovadoras e que gerem resultados do ponto de vista da economia e aproveitamento consciente dos recursos naturais. Mas é fundamental que as ações sejam mantidas e reforçadas. Por sinal, o CSS vem conquistando resultados notáveis com o funcionamento da usina de energia solar, responsável por produzir, em média, 95% da energia consumida no prédio. “Saímos de uma conta de energia elétrica mensal em torno de R$ 5.674,17 mil (março de 2016) para R$ 485,37 (janeiro de 2021)”, destaca Suenia. O exemplo ilustra bem aquilo que se busca com tamanha atenção aos projetos sustentáveis: preservação, redução de custos, otimização dos recursos e impactos positivos nos custos de qualquer empresa.

Além disso, uma empresa reconhecidamente sustentável fornece uma imagem pública de credibilidade e responsabilidade. O prédio trabalha com uma tríade principal, voltada a aproveitar corretamente o uso da água, da energia e a gestão dos resíduos. Até mesmo a arquitetura da edificação é estruturada para garantir a ambiência adequada para levar adiante os projetos. Neste ponto, o cuidado com as áreas verdes e jardinagem é estratégico, garantindo o controle da temperatura.

“Essa conquista sem dúvida serve como um upgrade ao nosso trabalho, porque trata-se de uma chancela internacional que aponta que o Sebrae opera dentro do que é correto. O CSS é uma escola viva que tem condições de mostrar a empresários, acadêmicos, sociedade em geral a caracterização da ecoeficiência”, comenta Nager Castilho Amui, da Unidade de Negócios Sustentáveis do Sebrae. Segundo Nager, a massificação do conceito de sustentabilidade é transversal em qualquer ação de fomento ao empreendedorismo em Mato Grosso.
Tipos de certificação

São cinco tipos de certificação, incluindo a BREEAM In-Use.  As demais são BREEAM Communities (Comunidades), para projetos de escala urbana; BREEAM New Construction (Novas Construções), para novas edificações de uso doméstico e comercial; BREEAM Refurbishment (Reformas), para edifícios residenciais e comerciais; e BREEAM International (Internacional), aplicado em edifícios residenciais ou comerciais internacionalmente, contemplando normas locais. As classificações concedidas são Pass (Aprovado), Good (Bom), VeryGood (Muito Bom), Excellent (Excelente) e Outstanding (Excepcional).

A modalidade de certificação BREEAM In-Use, que avalia o desempenho para edificações existentes, tem como objetivo principal minimizar os impactos da edificação ao meio ambiente, durante seu uso e operação. Ela prevê uma abordagem holística que permite a avaliação e aferição de uma grande variedade de questões ambientais, tais como a gestão do empreendimento e obra, levando em consideração requisitos como construção e entrega da obra, práticas de construção responsável, impacto canteiro de obras, participação das partes interessadas, custo do ciclo de vida e planejamento.