Espírito Santo descarta exigir prescrição médica para vacinação de crianças contra a Covid-19 – Hora do Povo

Governador Renato Casagrande e secretário Nésio Fernandes imunizam jovem no Espírito Santo – Foto: Governo ES

O governo do Espírito Santo anunciou a dispensa da exigência de indicação médica para vacinação de crianças contra a Covid-19. A medida tomada para impedir a sabotagem da vacinação das crianças realizada pelo governo Bolsonaro foi anunciada pelo governador Renato Casagrande e referendada pelo secretário de Saúde, Nésio Fernandes.  

“No Espírito Santo não será exigido prescrição médica para aplicação de vacinas aprovadas pela Anvisa em crianças de 5 a 11 anos. A segurança da imunização é incontestável e os resultados comprovam sua eficácia. Para vencer a Covid-19 precisamos proteger a todos”, disse o governador capixaba.

“Todas as vacinas aprovadas e autorizadas para uso em crianças pela Anvisa estarão respaldadas pelo ato. Assim que chegarem as vacinas, vacinem seus filhos, eles não merecem o vírus como estratégia de saúde pública, merecem vacinas. O vírus pode custar a vida deles”, defendeu Nésio.

Todas as vacinas aprovadas e aturdizadas para uso em crianças pela estarão respaldadas pelo ato. Assim que chegarem as vacinas, vacinem seus filhos, eles não merecem o vírus como estratégia de saúde pública, merecem vacinas. O vírus pode custar a vida deles.

— Nésio Fernandes (@dr_nesio)

A decisão foi estabelecida em resolução da Comissão Intergestora Bipartite e recomendada pelo Conass (Conselho Nacional de Secretários de Saúde) e Conasems (Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde).

Segundo o secretário, a “decisão foi construída/recomendada pelo Conass e Conasems, devendo ser adotada em todo o Brasil ao longo da semana. Os estados e municípios tem competência concorrente ao Ministério da Saúde no tema. Desta forma, podemos encerrar polêmicas desnecessárias”.

Ele explicou que “a imunidade pela vacina é a medida protetora mais segura e eficaz. Aqui em casa, nossos quatro filhos serão todos vacinados por qualquer vacina aprovada pela Anvisa”.

Nésio defendeu ainda o uso da vacina CoronaVac na imunização das crianças. “Esperamos a aprovação da CoronaVac, já usada em diversos países, produzida pelo Instituto Butantan, para uso em idades pediátricas no Brasil”.

Fonte: horadopovo.com.br/espirito-santo-descarta-exigir-prescricao-medica-para-vacinacao-de-criancas-contra-a-covid-19