Aurélio Buarque de Holanda Ferreira Brasil Cultura

, em dois volumes (1945 e 1950). Nesta mesma época, começou a trabalhar com Álvaro Lins, com quem publicou em 1956 o . Em 1940 passou a exercer funções de professor de Português no Colégio Pedro II. No ano seguinte iniciou a sua colaboração no . Com esta colaboração destacou-se definitivamente como lexicógrafo, função em que, ao longo dos anos, se consagraria como figura de primeiro plano no Brasil. Em 1954 partiu para o México para presidir aos Cursos de Estudos Brasileiros ministrados na universidade da capital. Evidenciou-se ainda como conferencista. Nesta qualidade, deslocou-se a países como a Venezuela, Cuba e Guatemala. Em 1961 foi eleito para a Academia Brasileira de Letras. Faleceu em 1989. Além das obras já mencionadas, devem ser referidas as seguintes:  (ensaio, 1945);  (ensaio, 1952);  (teatro, 1958). Aurélio Buarque de Holanda traduziu ainda os  de Charles Baudelaire e os  de Oscar Wilde.

 

Fonte: www.brasilcultura.com.br/arte-espaco/aurelio-buarque-de-holanda-ferreira