'Ferir uma mulher é ultrajar Deus', diz Papa Francisco na primeira missa de 2022 – Rede Brasil Atual

São Paulo – Em missa realizada na manhã deste sábado (1º) na Basílica de São Pedro, marcando o 55º Dia Mundial da Paz, o Papa Francisco pediu o fim da violência contra as mulheres.

“Quanta violência existe contra as mulheres! Basta! Ferir uma mulher é ultrajar Deus, que tomou duma mulher a humanidade. Não de um anjo, não diretamente, mas de uma mulher”, disse o pontífice em sua homilia. O papa reforçou a mensagem deixada por ele no Natal, quando rezou pelas que “grassa neste tempo de pandemia”.

Ainda na homilia, Francisco sublinhou o “olhar inclusivo” das mães, que “supera as tensões guardando e meditando no coração”. “É um olhar concreto, que não se deixa condicionar pelo desconsolo nem se deixa paralisar perante os problemas, mas coloca-os num horizonte mais amplo”, pontuou.

Tempo incertos e difíceis

Também neste sábado, o Papa falou aos presente na Praça São Pedro antes da recitação do primeiro ângelus de 2022, pontuando que o mundo precisa de “artesãos de fraternidade” para superar os desafios do novo ano. “Se nos tornarmos artesãos da fraternidade, poderemos voltar a tecer os fios de um mundo dilacerado pelas guerras e pela violência”, .

“Você não precisa se desmanchar e reclamar, mas arregace as mangas para construir a paz”, afirmou, lembrando que o cenário atual continua sob os impactos da covid-19. “Ainda vivemos tempos incertos e difíceis, devido à pandemia. Muitos estão com medo do futuro e oprimidos por situações sociais, problemas pessoais, os perigos que vêm da crise ecológica, injustiças e desequilíbrios económicos globais.”

Fonte: www.redebrasilatual.com.br/mundo/2022/01/ferir-uma-mulher-ultrajar-deus-papa-francisco-na-primeira-missa-de-2022