Fiocruz alerta para aumento de síndrome respiratória em adultos

São Paulo – O boletim InfoGripe da  (Fiocruz), divulgado nesta quinta-feira (11), aponta tendência de aumento de casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) na população adulta em diversos estados a partir do final de abril. Além disso, o documento destaca que houve “interrupção de queda” dos casos de SRAG ligados à . No população em geral, incluindo crianças, a doença representa 37% dos diagnósticos de SRAG nas últimas quatro semanas. A covid-19, no entanto, respondeu por 81,6% dos óbitos.

A maior parte dos casos está associada ao vírus sincicial respiratório (VSR), com 41,2% dos pacientes que passaram por testes de laboratório nas últimas quatro semanas. Mas o espalhamento dessa doença está “fundamentalmente restrito” a crianças pequenas.

“No momento, os casos de Covid-19 seguem sendo a principal causa de SRAG entre os casos com identificação laboratorial na população adulta”, afirmou o pesquisador Marcelo Gomes, coordenador do InfoGripe. Ele destacou que a curva nacional de SRAG tem sinal de crescimento nas tendências de longo (últimas seis semanas) e curto prazo (últimas três semanas).

São 17 unidades federativas que apresentaram crescimento na tendência de longo prazo, aponta a Fiocruz: Acre, Alagoas, Amazonas, Amapá, Ceará, Maranhão, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Pará, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rondônia, Roraima, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Tocantins. Em Minas Gerais, há sinal de crescimento apenas na tendência de curto prazo.

Do mesmo modo, 17 das 27 capitais também apresentam indício de crescimento na tendência de longo prazo: Boa Vista, Cuiabá, Curitiba, Florianópolis, Fortaleza, Goiânia, Macapá, Maceió, Manaus, Palmas, Porto Alegre, Porto Velho, Recife, Rio Branco, Rio de Janeiro, São Luís e Vitória.

Fonte: www.redebrasilatual.com.br/saude-e-ciencia/2022/05/fiocruz-alerta-para-aumento-de-sindrome-respiratoria-em-adultos