‘Foi uma saída burra’, diz Marcelo Madureira sobre fim do Casseta e Planeta

Marcelo Madureira, um dos membros do “Casseta e Planeta”, falou sobre o fim do programa na grade da Globo, que aconteceu em 2012, após 18 anos de parceria. O humorista disse acreditar que o formato ainda tinha fôlego para ocupar uma faixa de horário na emissora.

“Foi uma saída burra tanto da nossa parte como da própria Globo. Acho que o produto ‘Casseta & Planeta’ poderia ter durado mais uns cinco anos e houve uma má gestão. Se tivéssemos sido mais inteligentes, aquela vaquinha leiteira poderia ter dado mais dinheiro para as duas partes porque era um programa muito rentável”, disse ele ao podcast “BarbaCast”, de Rafael Cotta.

Relacionadas

Ele prosseguiu: “A gente saiu líder de audiência da emissora, mas a questão da luta interna pelo poder foi em contradição aos interesses da empresa. Como você tira do ar um produto em função do interesse de um diretor de núcleo e outras coisas que são mesquinhas diante do interesse maior da empresa? Mas, não houve sacanagem, não”.

No entanto, a relação com o jornal “O Globo” a situação foi bem diferente: ele assinava a coluna do personagem Agamenon Mendes Pedreira ao lado de Hubert há 25 anos, quando ambos foram dispensados sem maiores cerimônias, o que deixou uma mágoa em Marcelo.

“O Agamenon liderava a audiência e foi dispensado de maneira cruel, sacana e desleal. O primeiro compromisso de um jornal é com o público e naquela situação, e ‘O Globo’ mostrou que não tinha o menor compromisso. Eu digo isso com relação aos gestores da época, quando o diretor de redação se chamava Ascânio Seleme. Ele não teve a hombridade de me demitir pessoalmente pelos anos de colaboração ininterrupta. Tenho uma mágoa muito grande”, confessou.

Fonte: tvefamosos.uol.com.br/noticias/redacao/2021/06/11/foi-uma-saida-burra-diz-marcelo-madureira-sobre-fim-do-casseta-e-planeta.htm