Pamella mostra filha pela 1ª vez após denunciar agressões: ‘Tudo passa’

Pamella Gomes de Holanda, mulher de Iverson de Souza Araújo, o DJ Ivis, publicou uma foto da filha do dois, Mel, para passar uma mensagem aos seguidores.

Nos Stories do Instagram, ela escreveu: “Tudo passa.”

Relacionadas

Storie de Pamella Holanda Imagem: Reprodução / Instagram

No último domingo (18), em entrevista ao “Fantástico”, Pamella contou que uma das agressões que sofreu foi porque Iverson mostrou fotos íntimas dela ao amigo Charles, que presenciou um dos episódios e não reagiu.

Ainda em entrevista ao programa da TV Globo, ela relatou pavor durante outra briga, quando o DJ pegou uma faca para ameaçá-la. Pamella disse também que não sabe como será a sua vida a partir de agora.

Entenda o caso

Vídeo mostra DJ Ivis agredindo mulher Imagem: Reprodução / Instagram

Pamella Gomes de Holanda, companheira de Iverson, o DJ Ivis, compartilhou nas suas redes sociais uma série de vídeos que mostram o artista a atacando com tapas, socos e chutes. Também via Instagram, ele confessou as agressões, mas disse que é vítima de uma chantagem.

Os trechos divulgados por Pamella foram feitos, segundo ela, na residência do casal, em datas diferentes. O UOL assistiu aos vídeos, mas por conta do teor violento não iremos compartilhá-los. Em certo momento, Ivis agride a mulher com ela próxima ou até mesmo segurando a filha Mel, de nove meses.

Assumindo a culpa

Minutos antes de ser preso, DJ Ivis gravou um vídeo em que deixa as justificativas de lado e assumiu o erro. “Estou errado mesmo. Peço perdão a cada um de vocês. Nada vai mudar o que eu fiz. Tentei ser perfeito e não consegui. Não quero mudar o que eu fiz, mas quero mostrar que também sou humano”, declarou.

Consequências das agressões

Além da prisão, DJ Ivis foi afastado da produtora que trabalhava e teve o contrato rescindido com a gravadora Sony Music Brasil. A Som Livre suspendeu todos os lançamentos das músicas do artista e bloqueou exibição das faixas que estavam no ar.

Pamella Holanda conseguiu medidas protetivas contra o músico e também entrou na Justiça para impedir que o artista e seus representantes façam movimentações financeiras sem seu consentimento.

Ao presenciar um episódio de agressão contra mulheres, ligue para 190 e denuncie.

Casos de violência doméstica são, na maior parte das vezes, cometidos por parceiros ou ex-companheiros das mulheres, mas a Lei Maria da Penha também pode ser aplicada em agressões cometidas por familiares.

Também é possível realizar denúncias pelo número 180 — a Central de Atendimento à Mulher, que funciona em todo o país e no exterior, 24 horas por dia. A ligação é gratuita. O serviço recebe denúncias, dá orientação de especialistas e faz encaminhamento para serviços de proteção e auxílio psicológico. O contato também pode ser feito pelo WhatsApp no número (61) 99656-5008.

A denúncia também pode ser feita pelo Disque 100, que apura violações aos direitos humanos.

Há ainda o aplicativo Direitos Humanos Brasil e a página da Ouvidoria Nacional de Diretos Humanos (ONDH) do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH). Vítimas de violência doméstica podem fazer a denúncia em até seis meses.

Caso esteja se sentindo em risco, a vítima pode solicitar uma medida protetiva de urgência.

Fonte: tvefamosos.uol.com.br/noticias/redacao/2021/07/21/pamella-mostra-filha-pela-1-vez-apos-denunciar-agressoes-tudo-passa.htm