Sergio Marone critica Frias: ‘Não fosse seu olho azul, não estaria na TV’

O ator Sergio Marone fez críticas a Mário Frias, secretário especial de Cultura do governo federal, após o posicionamento contra o projeto de lei Paulo Gustavo. A matéria, que teve votação adiada pelo Senado, pretende dar apoio financeiro ao setor cultural de estados e municípios.

Isso, deixa um monte de ex colegas seus passando fome. Entendo seu amargor por não ter seguido na carreira artística, mas entenda. Não fosse seus olhos azuis, jamais teria uma oportunidade na TV.Sergio Marone em publicação no Twitter

Mario Frias também compartilhou uma resposta após a mensagem publicada pelo ator. O secretário afirmou que o investimento em outras áreas é prioritário.

Em sua publicação, Sergio Marone também questionou Frias sobre um suposto investimento do SEFIC (Secretaria de Fomento e Incentivo à Cultura) em um projeto de Renan Bolsonaro, filho do presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

O projeto de lei Paulo Gustavo prevê injetar R$ 4,3 bilhões do orçamento do governo nos setores cultural e audiovisual. Em junho, Mario Frias afirmou que “o governo vai virar um caixa eletrônico compulsório” caso a lei seja aprovada.

Fonte: tvefamosos.uol.com.br/noticias/redacao/2021/09/15/sergio-marone-mario-frias-lei-paulo-gustavo.htm