Deputados repudiam plano do governo de privatizar 100% dos Correios – Hora do Povo

Foto: Divulgação/Correios

Nesta semana, o Procurador Geral da República, Augusto Aras, entidades de trabalhadores dos Correios e parlamentares se manifestaram contra a proposta do governo de privatizar 100% da estatal.

O deputado federal Orlando Silva (PCdoB-SP) reforçou que a empresa é lucrativa e seus impactos nos serviços postais e no consequente atendimento da população. “O governo Bolsonaro quer vender 100% dos Correios, empresa pública fundamental e que teve lucro bilionário em 2020. Se os correios forem vendidos toda população será prejudicada. Por um Correios público e patrimônio do Brasil, vamos continuar lutando”.

Em 2020, o lucro líquido registrado da empresa foi de R$ 1,53 bilhão. Este é o melhor resultado nos últimos 10 anos, representando uma forte elevação frente aos resultados obtidos em 2019, que teve ganho de R$ 102,1 milhões.  É, também, o 4º ano seguido de resultados no azul após 4 anos de prejuízos. Em 2018 a empresa registrou lucro de R$ 161 milhões e de R$ 667,3 milhões em 2017, apesar da crise enfrentada pelo Brasil.

A deputada Sâmia Bonfim (Psol-SP) também reforçou o caráter lucrativo da empresa e seus prejuízos ao conjunto da população. “A privatização dessa empresa pública lucrativa provocará aumento no preço, fechamento de agências e desemprego. A força da nossa mobilização é decisiva para barrar esse absurdo, vamos à luta!”.

O deputado federal André Figueiredo (PDT-CE) protestou em suas redes sociais contra a intenção do governo de entregar a empresa brasileira. “É a única coisa que Bolsoguedes sabe fazer: entregar patrimônio público à iniciativa privada, a preço de banana. Isso é um crime e vamos lutar para impedi-lo!

André Figueiredo comemorou o parecer apresentado por Aras. Na ocasião, o parlamentar disse que “isso significa que o projeto de lei do Governo é inconstitucional e que para vender os Correios precisa antes mudar a Constituição. O parecer do PGR reforça a tese que defendo em ação popular proposta na Justiça Federal pela ilegalidade da contratação de estudos de privatização no valor de quase R$ 8 milhões de reais”.

Alessandro Molon (PSB-RJ) também denunciou a tentativa de privatizar a empresa. “Bolsonaro quer vender 100% dos Correios! Estamos diante de mais um saldão que o presidente “patriota” faz com uma empresa pública estratégica para o povo e lucrativa para o país. A Oposição estará firme contra essa privatização. Vamos à luta”, disse o parlamentar.

Fonte: horadopovo.com.br/deputados-repudiam-plano-do-governo-de-privatizar-100-dos-correios