Expulso de programa da Record, Nego do Borel será investigado por estupro de vulnerável – Hora do Povo

Foto: Reprodução

O cantor Leno Maycon Gomes, o Nego do Borel, foi expulso do reality show “A Fazenda”, da TV Record, neste sábado (25), e está sendo investigado pela Polícia Civil de São Paulo por suspeita de estupro de vulnerável contra a modelo Dayane Mello.

A denúncia foi feita na Delegacia de Itapecerica da Serra (SP) pela equipe jurídica de Dayane, após evidências de que Nego do Borel cometeu abuso contra a modelo, que estava sob efeitos de álcool, após evento ocorrido no programa, na noite anterior.

Mesmo visivelmente fora de si, tendo que ter a ajuda de outros participantes para se trocar, o cantor insistiu em ficar deitado ao lado de Dayane. Nos vídeos do programa, divulgados na internet, é possível ouvir Dayane pedindo: “para com isso, Nego”, e “para com essa boca, para com essa boca”.

Durante o dia, internautas alertaram para o crime e a emissora passou a ser também pressionada pelos próprios patrocinadores do programa, que exigiram a expulsão do participante.

“Por meio de seus representantes, os cinco principais patrocinadores de ‘A Fazenda’ decidiram iniciar pressão junto à Record para que a emissora expulse Nego do Borel, suspeito de estupro e com acusações de assédio e abuso dentro do reality. Todos os sponsors estão fechados na questão e querem Nego do Borel fora do reality”, diz comunicado enviado à emissora.

Uma das empresas patrocinadoras, a Aurora Alimentos, também divulgou nota: “Não apoiamos nem vamos aceitar que atitudes que violem os direitos das mulheres ou de qualquer outro indivíduo passam impunemente”.

INDICIADO

Nego do Borel é o mesmo que já está sendo investigado por agressão contra duas ex-namoradas, Duda Reis e Swellen Sauer. O cantor foi indiciado por estupro de vulnerável, ameaça com faca, injúria e lesão corporal.

Há uma semana, a ex-noiva Duda Reis, se pronunciou sobre afirmações da defesa do cantor de que ele não está sendo investigado por agressão física, mas por “lesão corporal devido a perturbações psíquicas”.

“Entendo que vocês estejam sendo remunerados para defender um agressor no seu objetivo único de ‘limpar a imagem’ do mesmo que possui histórico de agressão contra mais de uma mulher. Todavia, a nota publicada por vocês, contém fatos mais uma vez distorcidos”.

“O Sr. Leno Maycon, foi sim indiciado por agressão, lesão corporal e por causar na vítima danos psíquicos gravíssimos. O processo e as outras denúncias seguem rolando, tais como: estupro de vulnerável (o que de fato aconteceu inúmeras vezes), ameaças (ouvi ameaças de morte durante o relacionamento inteiro), eu não o denunciei por ter um fuzil em casa, eu narrei o que eu vi! Inclusive, curioso a polícia ter ido procurar o fuzil depois de mais de uma semana, né? A gente consegue remover tantas coisas em uma semana”, relatou a jovem.

Fonte: horadopovo.com.br/nego-do-borel-e-expulso-de-programa-e-sera-investigado-por-estupro-de-vulneravel