Frente Parlamentar do Serviço Público e servidores se reúnem para mobilização contra PEC 32 – Hora do Povo

Foto: Reprodução Twitter

Entidades de servidores públicos de todo o país, partidos de oposição e a Frente Parlamentar Mista em Defesa do Serviço Público (Servir Brasil), estão organizando atos, manifestações, caravanas e corpo a corpo junto aos parlamentares em Brasília para que a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) nº 32, da reforma Administrativa, seja derrubada no plenário da Câmara.

A reunião para definir novas estratégias para pressionar os deputados a votarem contra a reforma aconteceu nesta segunda-feira (27), na sede do Sindicato dos Servidores do Poder Legislativo Federal e do Tribunal de Contas da União (Sindilegis).

Para amanhã (28) já está marcado um grande ato, a partir de 16h, em frente ao Anexo II da Câmara dos Deputados.

O texto do relator da matéria, deputado Arthur Maia (DEM-BA), após várias alterações e manobras do governo, que convocou deputados governistas às pressas, foi aprovado na quinta-feira (23), na Comissão Especial, e agora segue para votação em plenário.

Além de caravanas para Brasília, outras atividades também devem acontecer ao longo do dia, e até o momento da votação, como atos nos municípios, pressão nas redes sociais dos deputados e vigília instalada no Anexo II da Câmara dos Deputados.

A ideia das entidades é alertar e ganhar o apoio da população em geral, esclarecendo que a PEC sendo aprovada significa a privatização do serviço público, a nível municipal, estadual e federal, pois abre espaço para a terceirização dos profissionais, entre outros pontos de desmonte do setor público. 

Para o presidente do Fórum Nacional das Carreiras Típicas de Estado (Fonacate), Rudinei Marques, “daqui pra frente é força total para derrubar integralmente a PEC 32”.

O secretário de Finanças da Condsef, Pedro Armengol, afirma que “é preciso derrotar este mostrengo, que é muito ruim, tanto para os servidores como para a população”.

“O texto aprovado na quinta-feira possibilita a privatização e terceirização dos serviços públicos, além de redução de salário e jornada em até 25% em caso de crise fiscal”, afirma o Sindicato dos Trabalhadores da Fiocruz (Asfoc) em seu site.

“Vamos aumentar ainda mais a pressão sobre os parlamentares! O governo não tem votos suficientes para aprovar a Proposta no Plenário. Não vamos deixar prosperar a PEC que ataca os direitos dos servidores públicos e prejudica todos os brasileiros que dependem de atendimentos em áreas essenciais, como saúde e educação”, afirma a presidente do sindicato Mychelle Alves.

Para o presidente do Sintergs (Sindicato dos Servidores de Nível Superior do Poder Executivo do Estado do Rio Grande do Sul), Antonio Augusto Medeiros, “é importante manter a mobilização em Brasília, nos estados e nos municípios base dos deputados. Vamos manter a luta para derrubar a PEC 32 no plenário”, afirma Medeiros.

As entidades estão divulgando para suas bases o site “Na Pressão”, que disponibiliza canais de comunicação com deputados e senadores. “Você pode mandar seu recado de qualquer lugar pelo WhatsApp, e-mail ou telefone. Participe da luta e pressione os parlamentares para que votem NÃO à Reforma Administrativa”.

Fonte: horadopovo.com.br/frente-parlamentar-do-servico-publico-e-servidores-se-reunem-para-mobilizacao-contra-pec-32