Líder caminhoneiro convoca greve dia 25: “é insustentável esse preço do diesel internacionalizado” – Hora do Povo

Presidente do Sindicato dos Transportadores Autônomos de Carga (Sinditac) de Ijuí (RS) e diretor da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Transportes e Logística (CNTTL), Carlos Alberto Litti. Foto: Reprodução

Em entrevista na sexta-feira (16), na sede do Sindicato dos Transportadores Autônomos de Carga (Sinditac) de Ijuí (RS), o presidente do sindicato e diretor da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Transportes e Logística (CNTTL), Carlos Alberto Litti, convocou os caminhoneiros de todo o país a se somarem à greve da categoria, no próximo dia 25 de julho, contra os constantes aumentos no preço do combustível praticados pela Petrobrás.

“Precisamos dar um basta à política equivocada do presidente Bolsonaro em relação à Petrobrás e aos caminhoneiros”, afirmou o caminhoneiro.

“A situação é insustentável. Não há mais como rodar país afora com esses preços do diesel internacionalizados, praticados pela Petrobrás”, afirmou Litti ao conclamar não apenas os caminhoneiros autônomos, mas também os pequenos e médios empresários do setor de transportes a se unirem à paralisação e manifestações dos caminhoneiros.

“Não é mais possível essa situação em que 40% e até 60% do valor do nosso frete seja para pagar combustível”, disse.

Segundo o líder sindical, essa política do preço do combustível com Paridade Internacional (PPI), praticada pela Petrobrás, “é pra dar ganho a 41% de acionistas que são, em sua maioria, grandes petroleiras do mundo, enquanto quem paga a conta são os caminhoneiros, os transportadores autônomos”.

Para Litti, “esse movimento não é apenas dos caminhoneiros, mas de todo o povo brasileiro, que também paga pelo alto preço do diesel e do gás de cozinha”.

“Também é uma luta em defesa da maior empresa pública do país e das riquezas naturais que nós temos”, afirmou.

“Somos autossustentáveis, temos que valorizar a Petrobrás e, sobretudo, valorizar o bolso do trabalhador, que não aguenta mais aumento em cima de aumento. Foram mais de 52% nos últimos tempos, e o preço do frete é o mesmo”.

Ao final da entrevista, Litti convocou a categoria para que no dia 25, não apenas pare, a partir da meia-noite, “mas venha com a gente para os pontos de manifestação. Essa é a reivindicação que une todos os caminhoneiros”, afirmou. 

Fonte: horadopovo.com.br/lider-caminhoneiro-convoca-greve-dia-25-e-insustentavel-esse-preco-do-diesel-internacionalizado