Prefeito no interior da Bahia reduz o próprio salário e passa a receber o mínimo

Foto: Divulgação

O prefeito não é melhor que o trabalhador”, afirmou Tiago Dias (PCdoB), novo prefeito de Jacobina, no interior da Bahia, ao assinar o seu primeiro decreto como chefe do Executivo municipal, reduzindo em 92% o seu próprio salário.

Com o decreto, Tiago Dias, que ganharia R$ 16 mil como prefeito, vai passar a ganhar o equivalente a um salário mínimo (R$ 1.100).

“Primeiro decreto assinado e o local escolhido foi o Construindo o Amanhã. Assumo o compromisso de reduzir o meu salário para um salário mínimo. Estamos em um momento de pandemia e quero fazer a minha parte para trazer dias melhores para nossa cidade”, afirmou Dias.

A redução do seu próprio salário era um compromisso de campanha de Tiago Dias, que desde quando era vereador já lutava pela redução da remuneração do prefeito.

“Eu tomei algumas decisões já na pré-candidatura, e uma delas foi que eu iria reduzir o salário do prefeito para o mínimo. Pela sensibilidade que o homem público tem que ter, de que o trabalhador é trabalhador. 90% das pessoas em Jacobina e em outros estados do Brasil sobrevivem com um salário mínimo, diferente do prefeito. Eu tenho aqui carro à disposição, combustível à disposição, assessoria à disposição. Estou bem à frente do trabalhador e da trabalhadora nesse ponto. Então a gente tem que dar o exemplo”, disse ele durante a sua posse, na última sexta-feira (1º), quando chegou à Câmara Municipal vestido de vaqueiro e montado em um boi.

“Sou diferente do trabalhador? Não. Não posso estar acima nem abaixo do trabalhador, tenho que estar lado a lado”, completou o prefeito.

Fonte: horadopovo.com.br/prefeito-no-interior-da-bahia-reduz-o-proprio-salario-e-passa-a-receber-o-minimo