Recife leva vacinação de adolescentes para as escolas da rede municipal – Hora do Povo

Foto: Prefeitura de Recife

As Secretarias de Saúde e de Educação de Recife anunciaram nesta segunda-feira (8) o início da vacinação contra a Covid 19 para estudantes da rede municipal. A iniciativa contemplará 36 unidades escolares do Ensino Fundamental anos finais e terá início pelas unidades que funcionam em tempo integral, informou a prefeitura. A expectativa da gestão municipal é imunizar as crianças a partir dos 12 anos de idade.

“Já está comprovado que a vacinação é uma das principais e mais eficazes medidas de prevenção ao coronavírus. Os números em Pernambuco e, especialmente no Recife, apresentaram melhoras significativas desde que o processo de imunização começou”, explicou o secretário de Educação do Recife, Fred Amâncio.

Os estudantes serão vacinados com a Pfizer, pois é o único imunizante permitido, até o momento, pela Agência de Vigilância Sanitária (Anvisa) para as crianças da faixa etária entre 12 e 17 anos. A secretária de Saúde do Recife, Luciana Albuquerque, disse que a realização da campanha de vacinação perto da comunidade escolar “é mais uma demonstração do esforço da gestão municipal em possibilitar o amplo acesso ao imunizante”.

A vacinação de adolescentes contra a Covid 19 começou com os estudantes das escolas da rede pública estadual de ensino situadas na capital, na quinta-feira (5). Outras cidades, como Olinda, Cabo de Santo Agostinho e Jaboatão dos Guararapes, na Região Metropolitana, também estão levando a vacinação às unidades escolares.

Outra medida importante no enfretamento da Covid em Pernambuco é redução da idade e do intervalo para a aplicação da dose de reforço no Estado, anunciada nesta segunda-feira (8). Agora, idosos a partir dos 55 anos e trabalhadores da saúde poderão tomar a terceira dose 120 dias após a segunda dose, ou vacina de dose única. Anteriormente, o tempo de espera era de seis meses (180 dias). Para os imunossuprimidos (pessoas que têm uma falha no seu sistema imune), continua valendo o intervalo de 28 dias depois da segunda dose ou dose única. O anúncio foi divulgado nesta segunda-feira (8).

“Hoje, nosso foco é avançar na segunda dose e, especialmente, na dose de reforço dessas populações mais vulneráveis. É importante avançarmos para termos o maior número possível de pessoas protegidas, explica o secretário estadual da saúde, José Longo. Ele informou que está acompanhando o agravamento dos casos da doença na Europa e por isso a necessidade de medidas para tentar evitar que a situação se agrave também no Brasil. “[…] se quisermos evitar o mesmo por aqui, precisamos, fundamentalmente, garantir maiores percentuais de cobertura vacinal”, alertou.

Longo acrescentou ainda que Pernambuco, apesar de estar entre os dez Estados brasileiros com maiores percentuais de cobertura vacinal, ainda precisa ampliar o número de pessoas protegidas.

Fonte: horadopovo.com.br/recife-leva-vacinacao-de-adolescentes-para-as-escolas-da-rede-municipal