“Temos plano B para o setor de transporte público”, diz Robert Rios

O secretário de Finanças de Teresina e vice-prefeito Robert Rios, falou ao Viagora sobre a propostaapresentado pela prefeitura para solucionar o problema do transporte público na capital.

De acordo com Robert Rios, a prefeitura fará o possível para solucionar a problemática do transporte coletivo na capital para que os ônibus voltem a circular o quanto antes.

“Queremos transporte nas ruas, como disse o Dr. Pessoa. Com ônibus novos, wi-fi, ar condicionado e a prefeitura vai ajudar naquilo que ela puder ajudar”, destacou.

Questionado sobre as supostas irregularidades apontadas pela Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do Transporte, Robert Rios destaca que apesar do acordo, devem ser investigadas pelos órgãos competentes.

“Aquilo que foi apurado pela CPI é de tamanha gravidade. Não vamos transformar a prefeitura em delegacia de polícia, nem em Ministério Público, a CPI encaminha para o Ministério Público e as providências da CPI para o Ministério Público tomar. O que a prefeitura é responsável é para corrigir as distorções do transporte público, queremos transporte na rua com Wifi e ar condicionado. A prefeitura vai ajudar no que for possível”, destacou.

Ainda segundo o secretário, a prefeitura não tem nenhum acordo com o Sindicato das Empresas de Transportes Urbanos de Passageiros de Teresina (Setut), e destacou que já há um plano “B” caso os empresários não aceitem a proposta.

“Os empresários praticamente queriam a situação ficasse parecido com o que era antes e isso o Dr. Pessoa jamais aceitaria isso. Com a proposta, a prefeitura retoma a bilhetagem eletrônica que estava sequestrada pelo Setut, nós não temos nenhum contrato de 2015 e nem um contrato com o Setut. O Setut é um estranho aos contratos. Estamos conversando, o Dr. Pessoa fez a proposta, e se aceitar a proposta está resolvido, se não aceitar a proposta a imprensa será chamada novamente para conhecer o plano B do prefeito”, afirmou.

Fonte: www.viagora.com.br/noticias/temos-plano-b-para-o-setor-de-transporte-publico-diz-robert-rios-91048.html