Governadora Izolda Cela anuncia desfiliação do PDT e deve apoiar o PT

Foto: Will Shutter/Câmara dos Deputados

Segundo a assessoria, ela ficará sem legenda até o fim de seu mandato e deve se filiar ao PT a partir de 2023

Na tarde desta terça-feira (26), a governadora do Ceará Izolda Cela anunciou sua saída do PDT e deve apoiar candidatos do PT nas eleições desse ano. Segundo informações da sua assessoria, a governadora ficará sem legenda até o fim do mandato e, por conta do seu discurso, e de pessoas ligadas a ela, como a filha Lucia Cela e o ex-governador Camilo Maia, acredita-se que deva se filiar ao PT a partir de 2023.

“Temos hoje, através de legítima decisão dos partidos que têm ajudado a construir esse Projeto em prol do Ceará, duas candidaturas lançadas ao Governo do Estado. Poderíamos já estar todos unidos contra o fascismo, a intolerância e o ódio. Defendi isso desde o início, juntamente com Cid, Camilo e tantos outros. Diante desta nova realidade, e respeitando as decisões tomadas, anuncio o meu pedido de desfiliação do PDT. Sigo com determinação para cumprir esta honrosa tarefa no comando do Governo do Estado pedindo sempre as bênçãos de Deus para fazer o melhor para os cearenses”, escreveu a primeira mulher governadora do Ceará em suas redes sociais.

Temos hoje, através de legítima decisão dos partidos que têm ajudado a construir esse Projeto em prol do Ceará, duas candidaturas lançadas ao Governo do Estado. Poderíamos já estar todos unidos contra o fascismo, a intolerância e o ódio. (Cont.)

— Izolda Cela (@IzoldaCelaCe) July 26, 2022

“Agora vamos de Elmano”

Ainda que a governadora não tenha declarado seu apoio ao PT diretamente, seu discurso parece alinhado com a chapa petista e o esforço de formar uma ampla frente contra Bolsonaro que leve o ex-presidente à cabeça.

Já sua filha, Luisa Cela, ex-Secretária Executiva de Cultura do Ceará, declarou apoio ao candidato petista ao Palácio da Abolição, o deputado estadual Elmano de Freitas. No último domingo, Luisa publicou foto em que o ex-governador Camilo Santana (PT) aparece ao lado de Elmano e Lula.
Candidatura cancelada

Conforme divulgado pelo blog Socialista Morena, de Cynara Menezes, no último 18 de julho, em votação interna do diretório regional, o PDT cearense escolheu Roberto Cláudio para ser o candidato do partido ao governo por 55 votos, contra 29 da governadora. Izolda foi eleita vice-governadora do Estado em 2014, na chapa com Camilo Santana, do PT, dobradinha que vinha se repetindo desde 2006, quando Cid Gomes teve como vice o professor petista Francisco Pinheiro.

De acordo com apuração do jornal O Povo, Lucia Cela havia denunciado na semana passada que a Izolda teve “o direito à reeleição usurpado por um grupo de homens brancos, logicamente, machistas”. Para ela, a decisão do PDT representou um ato de violência de gênero.

Fonte: Revista Fórum

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.