Márcio França recebe solidariedade de Alckmin, Lula, Ciro e Orlando – Hora do Povo

Orlando Silva (PCdoB), Lula (PT), Alckmin (sem partido) e Ciro Gomes (PDT). Fotomontagem

O ex-governador de São Paulo, Márcio França (PSB), recebeu a solidariedade do ex-governador Geraldo Alckmin, do ex-presidente Lula, do ex-governador do Ceará, Ciro Gomes (PDT), e do deputado federal Orlando Silva (PCdoB-SP) por conta de uma operação da Polícia Civil em seus endereços.

Os líderes políticos consideram que a operação, deflagrada na quarta-feira (5), foi armada por adversários de Márcio França, tendo motivação política. Ele é pré-candidato ao governo de São Paulo e está entre os líderes de intenção de voto.

França afirmou que “não há outro nome para uma trapalhada, por falsas alegações, que determinadas ‘autoridades’, com ‘medo de perder as eleições’, tenham produzido os fatos ocorridos nesta manhã em minha casa”.

O ex-governador Geraldo Alckmin, que teve França como vice em seu governo, prestou “solidariedade ao amigo e colega Márcio França”. “Confio em sua reputação e na sua postura. Seu espírito público e sua dedicação nesses anos todos são notórios e louváveis”, enfatizou.

Lula disse que “nossa constituição é clara sobre a presunção de inocência. Que se investigue tudo, mas com direito de defesa e sem espetáculos midiáticos desnecessários contra adversários políticos em anos eleitorais. Minha solidariedade para Márcio França”.

O ex-governador do Ceará, Ciro Gomes, afirmou que “vivemos tempos estranhos neste país quando o jogo dos interesses políticos atropela normas e códigos. Conte com a minha solidariedade”.

Em meados de dezembro de 2021, Ciro Gomes e familiares foram alvo de uma operação da Polícia Federal, que alegava estar investigando supostos desvios na reforma da Arena Castelão para a Copa de 2014. Não havia nenhuma prova na investigação que corroborasse com a participação de Ciro nos crimes.

O ex-governador recebeu a solidariedade de diversas lideranças políticas.

Orlando Silva, que é deputado federal por São Paulo pelo PCdoB, manifestou seu apoio ao ex-governador. “Conheço Márcio, confio nele! Que nenhuma instituição do Estado sirva a luta política!”, completou, acrescentando que “qualquer denúncia deve ser apurada, mas que se respeite a presunção de inocência e devido processo legal”.

A pesquisa Datafolha registrou que Márcio França está entre os primeiros na disputa pelo governo de São Paulo, ficando atrás apenas de Geraldo Alckmin e Fernando Haddad.

Fonte: horadopovo.com.br/marcio-franca-recebe-solidariedade-de-alckmin-lula-ciro-e-orlando