Estreia na TVT: Na China de Xi Jinping, critério de sucesso não é só o PIB

São Paulo – Estreia na TVT nesta segunda-feira a série internacional Anos Recentes – A Era de Xi, que apresenta a estratégia e as mudanças realizadas durante o governo de Xi Jinping. A produção da Discovery Channel, dos Estados Unidos, e da Meridian Production Company, do Reino Unido, terá três episódios com depoimentos de especialistas de vários países e histórias comuns de trabalhadores chineses. O episódio de estreia, “Os Sentimentos do Povo”, mostra como a aposta do país em políticas públicas fortes contribuiu para a erradicação da pobreza extrema do país. O economista Ladislau Dowbor, professor da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP), que visitou e realizou trabalhos e pesquisas na China, comenta o episódio.

“A China é uma desconhecida”, diz o professor. Isso porque, como observa Dowbor, toda informação recorrente na imprensa internacional é “sobre o espirro” do presidente dos Estados Unidos. Ou, então, sobre a última bomba no Oriente Médio. “Nada da China. Só se fala da China em nome dos direitos humanos, basicamente com informação que vem dos Estados Unidos. Mas nesse tema, os Estados Unidos são suspeitos, pois além de estarem em guerra com a China, os Estados Unidos têm a maior população carcerária do mundo e mais de 25% são essencialmente negros e  jovens. Não se trata de gostar ou não gostar da China, mas de entender o peso que essa economia tem hoje. Isso porque é a primeira economia mundial, se compararmos a equivalência de capacidade de compra, e que está dobrando de tamanho a cada 10 anos. E 10 anos passam rápido”, diz Ladislau Dowbor.

A era Xi Jinping e a pobreza

No episódio, entrevistas com o ex-primeiro-ministro da Austrália, com pesquisadores internacionais de várias regiões e pesquisadores chineses ajudam a entender essencialmente como funcionam os mecanismos. “Não é soltar foguete o que conseguiram. Ao contrário, este episódio está centrado no problema da redução da pobreza. Desse modo, mostra que mecanismos são utilizados para ajudar um pequeno agricultor, essencialmente ajudar com tecnologia, com acesso à energia, com acesso a banda larga. Ou seja, dando na mão do agricultor a capacidade de elevar a própria produtividade e elevar a própria renda”, explica o economista

Segundo Dowbor, hoje existe um certo equilíbrio na China, porque os chineses, talvez por herança da cultura colaborativa do arroz, equilibram interesses sociais e individuais. “O sentimento dos chineses de estar contribuindo para a construção do país é extremamente forte. Assim, existem políticas de infraestrutura de financiamento e de apoio de diversos tipos. Logo, temos muito a aprender com a China, porque funciona”, define.

A série vai ao ar às 21h30 desta segunda-feira (27) no canal digital aberto da TVT (44.1 na Grande São Paulo), e em seguida fica disponível no canal da emissora no Youtube. Na sequência, o segundo episódio, em 4 de outubro, terá como tema “A Grande governança“, com foco em inovação tecnológica, governança ambiental e nos novos conceitos de desenvolvimento. Na semana seguinte, o tema do terceiro episódio será “A Nova Rota da Seda“.

Fonte: www.redebrasilatual.com.br/mundo/2021/09/tvt-serie-china-xi-jinping-pib-nao-e-unico-criterio-de-sucesso