Não imunizada, Mical Damasceno está impedida de entrar na Assembleia Legislativa | O Imparcial

A partir desta segunda-feira (10), a deputada estadual Mical Damasceno (PTB) está proibida de entrar nas dependências da Assembleia Legislativa do Estado do Maranhão (ALEMA) por não ter se vacinado contra a Covid-19.

Leia também:

Na última quinta (6), o presidente da Assembleia Legislativa, o deputado estadual Othelino Neto (PCdoB), editou o ato reativando medidas restritivas na Casa, principalmente de acesso, em virtude da nova alta de casos de Covid-19 no Maranhão. Entre as medidas impostas para adentrar nas dependências da ALEMA, está a apresentação do comprovante de vacinação, com o ciclo das duas doses concluídas.

Por sua vez, Mical Damasceno, não tomou nenhuma das duas doses da vacina contra a Covid-19, por isso, segundo o texto da Resolução Administrativa n° 788/2021, que passa a vigorar a partir desta segunda, a deputada estadual não poderá entrar nem mesmo em seu gabinete.

Ainda segundo a resolução, será obrigatório o uso de máscaras e será disponibilizado álcool em gel 70% nos corredores ou em outros locais de grande circulação de pessoas para higienização das mãos.

Conforme a resolução, permanecerão de hoje até o dia 31 de janeiro deste ano. Os serviços e atividades presenciais serão realizados na forma de revezamento de servidores conforme a necessidade de cada setor, obedecendo as normas estabelecidas na resolução.

Fonte: oimparcial.com.br/noticias/2022/01/nao-imunizada-mical-damasceno-esta-impedida-de-entrar-na-assembleia-legislativa