No Reino Unido, 90% dos internados em cuidados intensivos não foram vacinados contra a covid-19 – Rede Brasil Atual

São Paulo – Aproximadamente 90% das pessoas internadas com cuidados intensivos nos hospitais do Reino Unido em decorrência da covid-19 não estão vacinadas. A afirmação é do primeiro-ministro britânico Boris Johnson, feita nesta . Ontem, a Inglaterra e o País de Gales registraram um um de quase 130 mil casos registrados em um só dia.

Segundo o primeiro-ministro, sem imunização a probabilidade de uma pessoa ir “parar ao hospital com covid-19 é oito vezes maior”. “Vacinem-se e tenham prudência e cautela no Ano Novo”, pediu ele. No Reino Unido, 2,4 milhões de pessoas estão aptas a tomar a vacina, mas ainda não se imunizaram.

Apesar do aumento das hospitalizações, Boris Johnson voltou a descartar a possibilidade de endurecer as restrições em vigor na Inglaterra para frear a propagação do vírus, ao contrário da Escócia, País de Gales e Irlanda do Norte, que fecharam as casas noturnas. “A variante ômicron continua provocando problemas reais. Vemos que os casos aumentam nos hospitais, mas é claramente menos virulenta que a variante delta e podemos seguir adiante como estamos fazendo”, disse o líder britânico, que aposta no avanço da vacinação.

Terceira dose

Os serviços de saúde do Reino Unido lançaram nesta quarta-feira uma campanha para incentivar a população a fazer a dose de reforço da vacina da covid-19, convocando milhares de pessoas por carta e mensagem de texto por celular. O objetivo das autoridades de saúde é vacinar o maior número possível de pessoas até o Ano Novo.

Um estudo do  dos Estados Unidos, publicado no início da semana indica que a chance de pessoas não vacinadas  maior que a de vacinados. De acordo com dados coletados nos últimos meses, foram detectadas 61 mortes por milhão de pessoas não imunizadas no país. Mas esse número cai para cinco por milhão entre vacinados com duas doses e para um por milhão para quem recebeu a terceira dose. Sobre a suscetibilidade a infecções, autoridades apontam para 4.510 casos por milhão entre não vacinados, 1.340 para pessoas com duas doses e 480 entre os que receberam o reforço.

O Brasil, por exemplo, enfrenta problemas na notificação de casos e mortes de covid-19 desde setembro, após. Além disso, o governo federal segue propagando mentiras sobre a vacinação de crianças e adolescentes, liberada pela Anvisa, mas que .

Fonte: www.redebrasilatual.com.br/saude-e-ciencia/2021/12/internados-covid-19-reino-unido-nao-vacinaram