Bancada do PT decide apoiar Rodrigo Pacheco à presidência do Senado

Uma das reuniões da bancada do PT. Foto: Alessandro Dantas – PT

A bancada do PT no Senado decidiu apoiar a candidatura de Rodrigo Pacheco (DEM-MG) à presidência da Casa.

A decisão foi unânime na bancada composta por seis senadores.

Rodrigo Pacheco é líder da bancada do DEM e é candidato do atual presidente da Casa, Davi Alcolumbre (DEM-AP). Bolsonaro também já demonstrou simpatia por sua candidatura.

Pacheco tem o apoio oficial do DEM, PSD, Republicanos, Pros e, agora, do PT. Somados, os partidos reúnem 28 senadores. Para ser eleito presidente, o candidato tem que obter pelo menos o apoio de 41 dos 81 senadores.

O senador Humberto Costa (PT-PE) alegou que a opção por Pacheco se deve ao fato de que ele não teria compromisso com as pautas de interesse de Bolsonaro e nem irá pautar eventuais matérias de cunho autoritário do governo. “Esse foi um dos pontos principais que nos levou a prestar esse apoio”, disse.

O MDB já decidiu lançar candidato próprio contra o candidato de Alcolumbre e Bolsonaro.

O partido tem a maior bancada, com 13 senadores. O nome ainda não está definido.

Entre os nomes cogitados estão o líder do governo no Congresso, Eduardo Gomes (TO), o líder do governo no Senado, Fernando Bezerra Coelho (PE), o líder do partido no Senado, Eduardo Braga (AM) e a presidente da Comissão de Constituição e Justiça na Casa, Simone Tebet (MS).

Simone Tebet e Eduardo Braga despontam como favoritos.

Mas o PT decidiu não esperar a definição do MDB. Segundo os senadores do partido, Gomes e Bezerra Coelho são muito governistas.

Mas também rejeitam Simone Tebet porque, na opinião do partido, ela está muito ligada ao grupo Muda, Senado, que tem como pautas a defesa da Operação Lava Jato e o projeto que prevê a possibilidade de prisão após condenação em segunda instância, embora ela não faça parte do grupo.

Pelo apoio a Rodrigo Pacheco caso seja eleito, o PT deverá assegurar o comando de algumas comissões no Senado.

Fonte: horadopovo.com.br/bancada-do-pt-decide-apoiar-rodrigo-pacheco-a-presidencia-do-senado