Contra-almirantes narram participação do Brasil em missões de paz: ‘Sem descanso’

Foto: Divulgação Militares que comandaram força-tarefa marítima da Unifil, missão de paz no Líbano, relatam ganhos para a tropa e exaltam papel de projeção de força do Brasil 31 de dezembro de 2020 | 15:37 brasil

Eduardo Augusto Wieland, Sérgio Renato Berna Salgueirinho, Carlos Alberto Santos Cruz e João Carlos Vilela Morgero têm um comum o fato de terem comandado brasileiros em ações de paz no exterior.

Os contra-almirantes Wieland e Salgueirinho foram os dois últimos brasileiros a comandar uma força de paz com tropas brasileiras no exterior: chefiaram a Unifil, no Líbano, entre 2019 e 2020.

Já Santos Cruz foi o chefe da Minustah, a força de paz no Haiti, entre 2007 e 2009. Depois chegou à força de imposição da paz na República Democrática do Congo, em 2013. E Vilela foi o comandante do contingente brasileiro na Minustah em 2005 (veja mais aqui).

A primeira entrevista é com Sérgio Renato Berna Salgueirinho, que deve passar o comando da Unifil, a força de paz da ONU no Líbano, em janeiro. O Brasil deixou de manter um contingente na Unifil, última tropa brasileira a atuar em forças de paz das Nações Unidas.

Leia a entrevista completa no Estadão.

Estadão Voltar para a página inicial

Fonte: politicalivre.com.br/2020/12/contra-almirantes-narram-participacao-do-brasil-em-missoes-de-paz-sem-descanso